A hora da verdade

0

Nesta semana o deputado federal João Paulo Cunha, condenado na Ação Penal 470 – o Mensalão – lançou uma revista intitulada “A Verdade”, onde procurar apontar falhas e manipulações no processo que o condenou, incluindo documentos que o inocentariam. Por uma daquelas inusitadas coincidências do acaso, um dia depois do lançamento, na quarta, 12, chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o inquérito da Justiça Federal que investiga o suposto esquema de fraudes em licitações no sistema de trens e metrô de São Paulo, escândalo que ganhou a alcunha de “propinoduto tucano”.

publicidade

Chegou ao STF o inquérito que investiga o esquema de fraudes nos trens de SP

O encaminhamento ao STF aconteceu por causa da inclusão do nome do deputado federal Arnaldo Jardim (PPS-SP) no inquérito. Por ser parlamentar, como no caso do Mensalão, ele tem foro privilegiado e as acusações só podem ser analisadas pelo Tribunal. Agora está nas mãos da ministra Rosa Weber decidir se há indícios para abertura da investigação no Supremo.

Além do parlamentar, pelo menos outros nove envolvidos são investigados, entre eles três secretários do estado de São Paulo. Constam, por exemplo, os nomes de José Anibal (secretário de Energia); Edson Aparecido dos Santos (secretário da Casa Civil) e Rodrigo Garcia (secretário de Desenvolvimento Social). Todos deputados federais licenciados
De fato, esta será a hora da verdade para o STF. Petistas, por um lado, aguardam para saber se a investigação terá a mesma celeridade e conduta espetaculosa que criticaram durante a AP 470. Na cobrança, acabam por concordar com o adversário, governador Geraldo Alckmin, que diz esperar rapidez da Justiça. Mas todo mundo quer mesmo saber é se, novamente, será empregada a tal teoria do “Domínio do Fato”, que, em se comprovando o uso do esquema em benefício de políticos, poderia levar peixes grandes do PSDB para a cadeia.

publicidade

Comentários

publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDinheiro fácil para o microempreendedor
Próximo artigoFrases