A relação entre anunciante, apresentador e emissora

0

*Thiago Forato

publicidade

Você acredita no que os apresentadores oferecem a você? É bastante comum ligarmos a televisão em uma tarde de domingo e, hora ou outra, os animadores pararem suas atrações e divulgarem um produto de uma determinada marca. O telespectador parte (ou deveria partir) da premissa de que se o artista recomenda um produto ao público, deve recomendar também à sua família. Pode ser até verdade. Alguns animadores e artistas não fazem merchandising de um produto em que não acreditam. Outros, contudo, não estão percebendo o que tem acontecido com um determinado anunciante nos últimos tempos.

O site “Neon Eletro” vem divulgando incessantemente inserções comerciais na grade do SBT e fazendo com que apresentadores da casa divulguem seu site, tais como Carlos Alberto de Nóbrega, Eliana, Celso Portiolli e Ratinho – as principais estrelas da casa. Obviamente, tamanha exposição e credibilidade de quem o faz (emissora e artistas), leva o público a acreditar na idoneidade do anunciante. Mas há alguma coisa errada.

publicidade

Com uma rápida pesquisa no Google, o volume de reclamações referente à “Neon Eletro” e ao SBT é gritante. O anunciante, além de se manchar, consegue também arranhar a credibilidade do SBT, pois o telespectador confiou em seus artistas. Uma coisa leva a outra. Seria bem diferente se a “Neon Eletro” fizesse apenas inserções nos comerciais da rede, mas não: os apresentadores também emprestam seu nome e imagem.

Qualidade duvidosa

publicidade

A empresa trabalha com importações, e promete trazer um produto de qualidade com um custo menor em relação às concorrentes no prazo de 60 dias úteis. Confira algumas reclamações abaixo no site “Reclame Aqui

Essas são só algumas dos milhares de reclamações no site “Reclame Aqui”. Sem contar as diversas que podemos encontrar no próprio site e até mesmo nas redes sociais.

Vale salientar que poucos foram os casos que vi em que a empresa deu algum tipo de parecer. E quando deu, foram respostas genéricas, sem solução. O SBT e seus artistas deveriam se policiar um pouco mais quanto a isso, já que é seu nome e credibilidade que estão em jogo. Dentre as várias reclamações, muitas culpam os artistas da emissora por propagarem uma empresa de qualidade duvidosa.

Tentamos contato com a empresa Neon Eletro, que não retornou para se pronunciar sobre o caso.

*Thiago Forato é jornalista. Publicado originalmente no Observatório da Imprensa. 

Comentários