Acordo prevê duas mil bolsas para pós-graduação na França

0

O Programa Ciência Sem Fronteiras do Ministério da Educação amplia a oportunidades de bolsas para brasileiros interessados em estudar na França. Na tarde desta terça-feira, 11, os dois países assinam um memorando de entendimento entre os ministérios brasileiros da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação com o Ministério do Ensino Superior e da Pesquisa da República da França.
O documento prevê que dois mil bolsistas brasileiros de doutorado e pós-doutorado, possam estudar na França nos próximos três anos. O objetivo da medida é fortalecer as relações bilaterais com relação à pesquisa científica.
Atualmente, o MEC mantém oito programas de cooperação internacional com a França. No ano passado, o acordo foi firmado para o recebimento de estudantes de graduação. Ao lado dos Estados Unidos, a França é o país que mais recebe bolsistas brasileiros.
Para obter uma das bolsas é preciso candidatar-se de acordo com as regras dos editais de seleção da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoas de Nível Superior), disponíveis no site (capes.gov.br). Além das bolsas acordadas hoje, os interessados têm outras opções. As bolsas para brasileiros podem chegar a US$ 5 mil mensais (professores que forem aos EUA, por exemplo). Graduandos recebem 870 dólares, euros, ou libras. Os doutorandos recebem 1,3 mil nas mesmas moedas

publicidade

Comentários

publicidade