Acusados de vandalismo em protesto contra Doria têm carros e pistolas de pressão apreendidos em Alphaville e Cotia

0
vandalismo em protesto contra Doria têm carros e pistolas de pressão apreendidos em Alphaville e Cotia
Foram apreendidos 7 veículos e 2 pistolas de pressão / Fotos: Divulgação/Deic

Policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) cumpriram 21 mandados de busca e apreensão em condomínios de alto padrão em Cotia e Alphaville, bairro nobre entre Barueri e Santana de Parnaíba, nesta segunda-feira (5). Eles investigam 11 homens acusados de promover os protestos que travaram a Rodovia Castelo Branco no dia 1° de fevereiro, contra o governador João Doria (PSDB).

publicidade

Der acordo com as investigações, o grupo teria forçado a paralisação de caminhoneiros com atos de vandalismo, nas manifestações que também ocorreram na Marginal Tietê. Um inquérito foi aberto pelo Deic para apurar o caso.

“Pessoas que estavam liderando esse movimento estão sendo investigadas por associação criminosa para prática de delitos como paralisação do trabalho, dano material, lesão corporal e ameaça”, declarou Fabiano Barbeiro, delegado do Deic, ao G1.

publicidade

Foram apreendidos pelos agentes sete veículos e duas pistolas de pressão usadas em prática esportiva de tiro, todos em condomínios de luxo. Procurado pela reportagem, o advogado de um dos manifestantes afirmou que as pistolas são usadas para a prática esportiva e que vai provar que não houve violência nos protestos.

PANDEMIA// Gilmar Mendes mantém decreto que proíbe cultos religiosos no estado de São Paulo

publicidade

Comentários