Agentes do Demutran podem passar a usar armas não letais

0

A Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana de Barueri estuda a viabilidade de disponibilizar armamento não letal para o uso dos agentes do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran). Se concretizada, a medida será pioneira no Estado de São Paulo.

publicidade

5-Demutran-divulgação
“Os agentes já têm o poder administrativo, que é a multa, mas ficam vulneráveis quando confrontados com violência. O fato de portarem um taser, que é a arma de choque, ou uma tonfa (espécie de cassetete) já inibiria atitudes violentas de quem é fiscalizado”, afirmou o secretário de Transporte, Gilberto Pereira de Brito, que também está à frente da Secretaria dos Assuntos de Segurança.

De acordo com ele, a medida só seria adotada após os cerca de 160 agentes de trânsito do município passarem por cursos operacionais e avaliações psicotécnicas.

publicidade

O projeto vem sendo debatido junto ao Sindicato dos Agentes de Trânsito de São Paulo (Sindatran- -SP). A instituição mostrou-se favorável à medida e ofereceu cooperação técnica à cidade de Barueri. O Sindatran avaliou ainda que a adoção de armas não letais por agentes do Demutran seria um reconhecimento de que a fiscalização de trânsito envolve riscos consideráveis.

publicidade

Comentários