Foto: Reprodução

Ribamar Silva (PRP), vereador eleito e irmão de Rogério Silva (PRB), um dos 11 parlamentares de Osasco presos há uma semana na penitenciária de Tremembé, no interior paulista, critica as prisões efetuadas na Operação Caça Fantasmas: “Isso mancha a Casa (Câmara). Agiram errado com os vereadores. Estavam sendo investigados e de repente veio o mandado de prisão, foram tratados como bandidos”.

publicidade

Ribamar é um dos postulantes à presidência da Câmara no próximo biênio. Para ele, as prisões de parlamentares “mancham a casa”.

O vereador eleito sai em defesa do irmão Rogério Silva e critica a cobertura da grande imprensa sobre a Operação Caça Fantasmas: “A mídia nacional já coloca eles [os vereadores com prisão decretada] como bandidos”.

publicidade

“Esses caras não pensam que os vereadores têm mães, irmãos, filhos. Eles vieram arbitrariamente e fizeram esse mandado. O promotor se equivocou nessa situação”, afirma Ribamar.

Rogério Silva está “abatido, mas confiante” 

Ribamar Silva deve ir nesta quarta-feira, 14, visitar o irmão na penitenciária de Tremembé, onde estão os 11 parlamentares detidos até o momento. De acordo com Ribamar, Rogério Silva “está abatido, óbvio, ninguém quer passar por uma situação dessa, mas está forte, confiante de que logo estará aqui fora”.

publicidade

Sobre a família, diz: “meus pais estão muito tristes, expõe a família. Mas a gente acredita em Deus e a Justiça será feita”.

Comentários

4 COMENTÁRIOS

  1. queremos explicação mesmo como pode em 4 anos ter um patrimonio de 1 milhão e o Ribamar vem querer dar de loco pra cima do povo

  2. O Sr Rogério Silva morava no Jd Roberto antes de ser vereador, em frente a academia dele. Hoje mora no condomínio mais caro de Osasco em um ap de 2 milhões, alguém explica como?

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui