Alckmin dá novo prazo para Instituto do Câncer

0
Na entrega de reforma, governador, secretário, prefeito e deputados estaduais / Foto: Ismael Francisco/PMO

Na entrega de reforma, governador, secretário, prefeito e deputados estaduais  / Foto: Ismael Francisco/PMO
Na entrega de reforma, governador, secretário, prefeito e deputados estaduais / Foto: Ismael Francisco/PMO

publicidade

Fernando Augusto

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) esteve em Osasco na manhã desta quinta-feira, 22, para entregar parte da reforma do Hospital Regional, em Presidente Altino, e assinar o convênio para trazer uma unidade do Instituto do Câncer do Estado (Icesp) para a cidade.

publicidade

Segundo Alckmin, a unidade que vai se instalar em um prédio na Vila Yara, terá tratamentos de quimioterapia e radioterapia. Casos cirúrgicos continuarão a ser tratados na sede do Instituto, na av. Dr. Arnaldo, na Capital.

Unidade terá quimio e radioterapia

Alckmin disse que em 60 dias deve funcionar a área de quimioterapia. “A radioterapia vamos fazer esforço para que ainda esse ano comece a funcionar”, afirmou.

publicidade

O prédio, localizado na rua Benedito Américo de Oliveira, foi comprado pelo governo do estado, que pretende investir mais R$ 12,9 milhões em reformas e equipamentos para o local.

O convênio será uma parceria da Secretaria de Estado da Saúde com a Fundação Faculdade de Medicina, que irá gerir o “Icesp 2”, em Osasco. Quando estiver a plena capacidade, a nova unidade receberá R$ 3,5 milhões por mês de custeio do tesouro estadual.

O secretário do Estado da Saúde, David Uip, classificou o convênio como “histórico”. “É a primeira vez que o Icesp sai do quadrilátero do Hospital das Clínicas”, disse. Segundo ele, 11% dos pacientes atendidos por lá são provenientes de Osasco.

Entidades e deputado mantêm “pé atrás”

Mesmo com a vinda do governador e assinatura do convênio com o Instituto do Câncer, membros da Associação Brasileira dos Expostos ao Amianto (Abrea) e do grupo Oncovida, que reúne familiares e vítimas do câncer, dizem que vão manter a pressão para que a unidade de tratamento seja finalmente instalada no prédio da Vila Yara.

O deputado estadual Marcos Martins (PT), que desde 2009, atua junto às duas entidades em favor da causa, lembra os atrasos que já ocorreram.

“Foi anunciado que seria implantado ano passado em novembro, depois dezembro, depois até março, e agora estão anunciando para daqui a dois meses. Então vamos continuar nossa campanha pelas redes sociais para que seja realmente implantado”, diz.

Na entrada do Hospital Regional, onde o governador assinou o convênio, membros das entidades carregavam faixas e panfletos com uma carta aberta a Alckmin intitulada “Chega de espera, queremos o centro de tratamento de câncer já!”.

Em entrega de reforma, Lapas cobra mais leitos

A primeira etapa da reforma do Hospital Regional, em Presidente Altino, foi entregue nesta quinta-feira.

De acordo com o governo do estado foram investidos R$ 48 milhões e o hospital conta com um novo centro cirúrgico e seis novas enfermarias, num total de 146 leitos de internação, além de outros 27 de UTI.

A segunda fase da reforma prevê mais R$ 30 milhões em investimentos e previsão de entrega no primeiro semestre de 2016.

O prefeito de Osasco, Jorge Lapas (PT), cobrou durante a inauguração a instalação de mais leitos hospitalares na região. “Precisamos avançar na construção de um novo hospital”, disse.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCharge da semana
Próximo artigoPartidos se unem para eleições