Alfabetização inspira sonhos de jovens e adultos

0
Josélia Gonçalves, Rosendo Filho e Helenice Silva estão entre os dois mil formandos deste ano / Foto: Eduardo Metroviche

Josélia Gonçalves, Rosendo Filho e Helenice Silva estão entre os dois mil formandos deste ano / Foto: Eduardo Metroviche
Josélia Gonçalves, Rosendo Filho e Helenice Silva estão entre os dois mil formandos deste ano / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Leandro Conceição

Na quarta-feira, 12, foi realizada a formatura de cerca de 2 mil alunos que concluíram a quarta série do ensino fundamental por meio do curso de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e do Movimento de Alfabetização de Adultos (Mova) em Osasco.
Implantados em 2006, os projetos que visam a redução do analfabetismo já atenderam aproximadamente 16 mil estudantes no município e ajudaram o índice de analfabetos a baixar de 9% em 2005 para cerca de 4% dos osasquenses este ano, de acordo com a Prefeitura.

publicidade

“Morava na roça, não tinha como estudar”, diz formanda

Além da alfabetização, os programas reúnem ações culturais e de orientação profissional.
Os projetos educacionais do município para jovens e adultos atendem pessoas a partir dos 16 anos, segundo a administração municipal, e oferecem ensino da primeira à quarta série do ensino fundamental.
“Morava na roça, não tinha como estudar. Havia feito só o primeiro ano e sempre tive o desejo de continuar. Quero me manter estudando, não parar mais”, afirma a dona de casa Helenice Silva, de 57 anos.

publicidade

O mecânico Rosendo Filho, 48, voltou a estudar incentivado pela esposa. “Não queria, mas quando voltei a estudar gostei e fiquei, quero terminar pelo menos o segundo grau. Estudando a gente cresce pessoalmente e profissionalmente”, diz.
Outra formanda, a dona de casa Josélia Gonçalves, 46, diz que não pensava em voltar a estudar, “mas o projeto abriu as portas para muita gente”. Agora, sonha em se formar numa faculdade.

Conseguir vaga do estado é “desafio”

“Reconhecemos o esforço dessas pessoas em frequentar a escola, muitas vezes depois de um dia de trabalho, com casa e filhos para cuidar. Por isso a formatura é tão gratificante”, disse a secretária de Educação, Marinalva Oliveira.
Responsável pela implantação e madrinha dos projetos, a ex-secretária de Educação, Mazé Favarão, diz que os formandos têm dificuldades na busca por vagas do governo do estado, responsável por atender a partir da quinta série.

“O desafio dessas pessoas agora é conseguir vaga do governo”, afirma Mazé. “No semestre passado, conversamos com a diretoria estadual de ensino por mais vagas. Nos foi informado que não havia espaço. Então, oferecemos espaço. Por razões que não ficaram claras, voltaram atrás”.
A Secretaria de Estado da Educação diz que na região de Osasco 17 escolas estaduais oferecem Educação de Jovens e Adultos a 3.057 alunos. Sobre o espaço, foram solicitadas à Prefeitura salas de aula no Portal D’Oeste e o processo está em andamento. As inscrições para a EJA serão abertas em 8 de janeiro, completa.

Comentários