Alunos da Fatec de Carapicuíba criam robô para auxiliar crianças autistas

0
Robô é feito de peças de filamentos de plástico, modeladas em impressora 3D

Dois alunos da Faculdade de Tecnologia de São Paulo (Fatec), em Carapicuíba, criaram um robô que anda, fala e propõe desafios para estimular a comunicação e concentração de crianças autistas.

publicidade

O androide foi desenvolvido por Lucas Olímpio de Brito, 19, do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, e Wendell Pereira Barreto da Silva, 22, de Jogos Digitais.
O robô recebeu o nome de Aria (Assistente Robótico de Inclusão ao Autista), tem estrutura formada por peças de filamentos de plástico, projetadas pelos alunos e modeladas pela impressa 3D do Laboratório de Robótica da instituição.

O dispositivo se movimenta e tem seis jogos digitais educativos como quebra-cabeças, corrida com personagens, formação de palavras com sílabas e identificação de animais por meio de sons, com interação através de sensores e tela de smartphone.

publicidade

Segundo Wendell são games especiais, com interface simples e instruções dadas verbalmente para facilitar a compreensão da criança. “Nossa pesquisa constatou que os autistas têm uma enorme atração por tecnologia. Então, elaboramos um modelo com características claras de um robô, mas com detalhes que remetem a uma relação mais humana, com olhos, pernas, movimentos e voz”, explicou.

Equipamento venceu concurso
O equipamento conquistou o primeiro lugar na categoria saúde e segurança da 10° Feira Tecnológica do Centro Paula Souza (FETEPS), realizada em outubro de 2016.

O robô será o primeiro projeto incubado no Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) da autarquia, que fica na Fatec de Carapicuíba para, junto à Agência Inova Paula Souza, oferecer suporte na criação de startups nos segmentos de robótica.

publicidade

A próxima etapa é desenvolver testes em parcerias com entidades que tratam de crianças autistas para realizar ajustes e aprimorar as funções do androide.

Comentários