Ana Paula Rossi apoia campanha “Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica”

0
sinal vermelho contra a violência doméstica ana paula rossi Osasco
A vereadora de Osasco usou as redes sociais para declarar apoio à campanha que visa incentivar mulheres a denunciar seus agressores em farmácias / Foto: reprodução/redes sociais

A vereadora de Osasco Ana Paula Rossi (PL), usou as redes sociais, nesta quinta-feira (18), para declarar apoio à campanha “Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica”, que visa incentivar mulheres a denunciar seus agressores em farmácias e drogarias.

publicidade

Por meio da campanha, mulheres vítimas de violência podem pedir ajuda nesses estabelecimentos ao apresentar um “x” vermelho na palma da mão, que pode ser feito com caneta ou até mesmo batom. Ao receber o sinal, os atendentes devem entrar em contato com a Polícia Militar, registrar o ocorrido e oferecer o local para que a vítima aguarde a chegada dos policiais.

Caso a vítima não possa esperar no estabelecimento, o funcionário deve pedir informações como nome completo, RG, CPF e endereço para a vítima. O protocolo de atendimento para farmácias e drogarias está disponível no site da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

publicidade

A campanha foi lançada no início de junho pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a AMB em resposta ao aumento no número de casos de agressão e feminicídio durante a pandemia de covid-19.
De acordo com Ana Paula Rossi, o projeto já tem parceria com mais de 10 mil farmácias e drogarias em todo o país.

publicidade

Projeto Guardiã Maria da Penha

A vereadora está engajada em diversos projetos de proteção da mulher em Osasco e assumiu, no ano passado, a Procuradoria da Mulher na Casa Legislativa. Recentemente, o projeto de lei 5.073/2020, de sua autoria, que cria o Programa de Atenção, Proteção e Defesa da Mulher Vítima de Violência e o Projeto Guardiã Maria da Penha (GMP), foi sancionado pelo prefeito de Osasco, Rogério Lins.

A partir das iniciativas, que já estão em vigor e representam uma conquista para as osasquenses, as vítimas de violência em Osasco serão acompanhadas por meio do Projeto Guardiã Maria da Penha, que é executado pela Guarda Civil Municipal.

A vereadora viabilizou também, por meio de uma emenda parlamentar, a compra de três novas viaturas para a GCM. Uma das viaturas é exclusiva para a Guardiã Maria da Penha.

Comentários