Após brincar com slime, criança é internada com suspeita de intoxicação

0
slime osasco

Uma menina de 12 anos está internada em um hospital de são Paulo com suspeita de intoxicação causada pela geleca que virou febre entre as crianças: o slime. Na quarta-feira (22), a mãe da menina relatou em seu perfil no Facebook que a filha está internada há mais de uma semana com quadro de gastroenterite.

publicidade

No relato, Cris Pagano conta que o resultado dos exames não apresentou anormalidades, exceto uma alteração nos gânglios linfáticos da criança. Assim, os médicos constataram um “envenenamento por bórax”, ou seja, a alteração era resultado de uma reação alérgica ao bórax, um dos componentes utilizados para fazer o slime.

O relato da mãe viralizou nas redes sociais.

O post repercutiu nas redes e em outra publicação, Cris diz que a filha não ingeriu o bórax, mas teve contato com a substância por fazer slime todos os dias. “Postei para servir de alerta para que não aconteça com outras crianças!”.

publicidade

Alerta aos pais

Especialistas alertam sobre os riscos da geleca que virou febre entre as crianças. De acordo com médicos, os produtos utilizados para fazer o slime, como água boricada, cola, espuma de barbear, corante, bicarbonato de sódio e ácido bórico podem ser tóxicos se usados em dosagens incorretas.

publicidade

O bórax, um dos ingredientes usados na mistura, tem ácido bórico em sua composição e, se ingerido ou inalado em grandes quantidades pode causar náuseas, vômitos e hemorragia no sistema digestivo. Além disso, o contato com a pele pode causar vermelhidão, inchaço e provocar também o desgaste das digitais e dermatites.

Comentários