Após chuva, prefeitura de Osasco faz força tarefa de limpeza urbana

0

Na terça-feira, 8, fortes chuvas castigaram a Grande São Paulo no fim da tarde e início de noite. Em Osasco vias como a Avenida dos Autonomistas, Avenida Franz Voegeli e bairros como Rochdale e Baronesa sofreram com queda de árvores, falta de energia elétrica e alguns pontos de alagamento.

publicidade
Temporal causou a queda de diversas árvores / Foto: Gilson Nascimento
Temporal causou a queda de diversas árvores / Foto: Gilson Nascimento

Na noite de terça, o prefeito Jorge Lapas visitou diversos pontos de Osasco que foram afetados com as tempestades. Durante o percurso, Lapas conversou com moradores que tiveram veículos danificados colocando a administração à disposição para prestar assistência.

Antes, de visitar os bairros, Jorge Lapas esteve na Central de Monitoramento de Osasco para verificar o fluxo de trânsito e os pontos mais críticos de congestionamento e acompanhar o trabalho dos agentes do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) que trabalhavam para auxiliar o mais rápido possível na vazão dos veículos.

publicidade

Para regularizar os problemas, a Defesa Civil de Osasco e as secretarias do Meio Ambiente e de Serviços e Obras deram continuidade na manhã desta quarta-feira aos trabalhos de limpeza urbana como a remoção de árvores caídas nas vias e a retirada de entulhos. Após o início das chuvas, o trabalho da Defesa Civil na terça-feira seguiu até as duas da manhã.

Segundo a Defesa Civil, 46 árvores tiveram queda registrada, a maior concentração foi na região Sul, nas imediações do Jardim Adalgisa.

publicidade

Nos trabalhos desta quarta-feira, a avenida Franz Voegeli, na Vila Yara, recebeu os profissionais da Secretaria de Obras logo no início da manhã. As tarefas de corte e remoção das árvores caídas tiveram início às 8 horas e por volta das 9h30 o asfalto da avenida já estava livre para circulação e os galhos de árvores haviam sido removidos.

Na avenida dos Autonomistas, as placas do Desfile Cívico do dia 7 de Setembro que haviam caído foram removidas ainda na terça-feira. Na manhã da quarta-feira o fluxo na avenida corria normalmente sem pontos de congestionamento. Na rua Pedro Fioretti, paralela à avenida dos Autonomistas, profissionais da Secretaria de Serviços e Obras trabalhavam na remoção de uma árvore, durante o trabalho a via não sofreu interdição.

Os trabalhos na praça Duque de Caxias exigiram habilidade da Secretaria de Meio Ambiente e equipamentos de grande porte para a remoção de uma árvore, o trabalho também se estendeu à rua Paulo Lício Rizzo na região.

No Baronesa, zona Norte da cidade, houve ponto de alagamento na avenida Lourenço Belloli devido ao transbordamento do córrego central. Uma cavadeira hidráulica trabalhou na desobstrução da ponte da avenida Presidente Médici retirando os entulhos e aprofundando a calha do córrego. Por volta das 10h30, a Secretaria de Serviços e Obras – Base Piratininga – já havia retirado quatro caminhões com entulhos do córrego. A prefeitura realiza obras de contenção às enchentes nesta região. A ação integra o projeto de urbanização do Jardim Santa Rita que inclui as canalizações dos córregos do Baronesa e Rochdale.

Na manhã desta quarta-feira, 9, a Defesa Civil não registrou pontos de alagamento. O problema foi sanado naturalmente com a diminuição do volume de queda d’água. O município enfrentou, ontem, problemas de pontos de alagamento principalmente na região do Jardim Rochdale mas hoje pela manhã a situação do bairro estava sob controle.

Quanto ao fornecimento de energia elétrica, a Prefeitura acionou a Eletropaulo e solicitou a manutenção da rede nos bairros onde foram registrados a falta de energia.

 

Comentários