PSD tem Delbio e Vergínio em rota de colisão

1
Filiação de Delbio Teruel foi assinada dia 24 / Foto: Fernando Augusto

Fernando Augusto

publicidade
Filiação de Delbio Teruel foi assinada dia 24 / Foto: Fernando Augusto
Filiação de Delbio Teruel foi assinada dia 24 / Foto: Fernando Augusto

O ex-vereador e candidato a prefeito em Osasco, Delbio Teruel, filiou-se oficialmente ao PSD na segunda-feira, 24, em evento que contou com a presença do presidente nacional da sigla, o ex-prefeito da Capital, Gilberto Kassab. Após a cerimônia, Teruel confirmou que o convite de Kassab inclui o acerto para que seja candidato a deputado federal ano que vem e à Prefeitura em 2016.

“O convite do Kassab partiu nesse sentido, um projeto para 2014, 2016. Vamos trabalhar firme nesse sentido”, disse o novo filiado ao PSD, que ano passado foi candidato a prefeito pelo PTB.

publicidade

Projetos podem ser conflitantes

A vinda de Teruel com esse projeto político pré-definido causou a insatisfação do deputado estadual Osvaldo Vergínio, que foi candidato a prefeito pelo partido e é considerado o principal puxador de votos da legenda na região. Chegou-se a cogitar que Vergínio deixaria a sigla, mas o evento segunda-feira serviu para, pelo menos oficialmente, aparar arestas.

publicidade

Ao discursar, Vergínio manteve tom conciliador. “Não tenho nada contra o Delbio. É sempre bom a gente somar”. Ele também buscou a reconciliação com o presidente municipal do partido, Lau Alencar, com quem discordou sobre a filiação de Delbio Teruel. “Eu e Lau apenas tivemos uma divergência, mas já estamos no caminho certo”.

Ao Visão Oeste, Osvaldo Vergínio disse que seu projeto para a eleição de 2014 é buscar a reeleição de deputado estadual.

“Minha candidatura à reeleição é garantida”, afirmou. No entanto, não quis falar sobre possível candidatura à Prefeitura em 2016, quando o seu projeto e o de Teruel podem entrar em conflito. “Prefeitura não podemos falar nada agora, tem muito chão. Não sabemos nem se estaremos vivos até lá”.

Osvaldo Vergínio ressaltou ainda seu compromisso com Kassab para permanecer no partido.  “Acho que a liderança maior do PSD sou eu e temos que acompanhar. Agora, política tem que ter voto”, afirmou.

Apesar de a tendência, portanto, ser de que Delbio seja candidato a deputado federal e Vergínio a deputado estadual ano que vem, não haverá uma “dobradinha” entre os dois. Não há essa possibilidade. Temos algumas outras dobradas já bem programadas, mas essa não deve acontecer”, garantiu Teruel.

Kassab
A cerimônia de filiação de Delbio Teruel teve elogios a Gilberto Kassab, que provavelmente será candidato ao governo do estado em 2014. O presidente municipal do PSD, Lau Alencar, fez críticas ao governo de Geraldo Alckmin (PSDB) e elogiou a gestão de Kassab frente ao Executivo da Capital. “O estado de São Paulo precisa desse exemplo”, disse.

Kassab falou sobre o PSD, partido que fundou em 2011. “Esse momento mostra que o PSD não nasceu inchado, nasceu forte”, disse. No começo do mês, a legenda ganhou um ministério no governo Dilma Rousseff (PT), o da Micro e Pequena Empresa, ocupado pelo vice-governador do estado, Guilherme Afif Domingos.

Crítico do PT, Teruel diz que mantém “independência”

Um dos principais críticos da administração petista em Osasco, Delbio Teruel diz que terá independência no PSD, partido que tem se alinhado ao PT e, na cidade, tem dois vereadores que têm votado junto com a base aliada do governo Jorge Lapas (PT) na Câmara Municipal.

Após a eleição, Teruel liderou um movimento para tentar na justiça eleitoral uma nova votação no município, já que não considerava legítima a vitória de Lapas após a impugnação dos votos de Celso Giglio (PSDB).

“Aqui em Osasco tenho a garantia do Kassab de ter uma posição bem independente em relação ao PT”, disse ao Visão Oeste.

Sobre a indicação de Afif para o Ministério de Dilma, Teruel mantém o discurso de que o PSD é “independente”. “Acho que o PT não tem nos seus quadros uma pessoa capacitada como o Afif, por isso o convite. A participação do Kassab nisso é muito independente”.

Comentários