Após greve, Kalunga estuda PLR

0

Cerca de 200 trabalhadores do Centro de Distribuição (CD) da rede de papelaria e informática Kalunga suspenderam a paralisação após dois dias de greve (17 e 18 de junho). A decisão foi tomada após a empresa se comprometer a realizar um estudo de viabilidade para pagar Participação nos Lucros e Resultados (PLR).
Segundo o Sindicato, as negociações vinham se arrastando há cinco anos. A empresa tem agora 90 dias para solucionar os problemas.

publicidade

Comentários

publicidade