Após prisão do marido, Justiça determina afastamento da prefeita de Araçariguama

Após prisão do marido, Justiça determina afastamento da prefeita de Araçariguama

0
Compartilhar
carlos aymar
O ex-prefeito de Araçariguama, Carlos Aymar, e a prefeita, Lili Aymar

Após a prisão do marido, o ex-prefeito Carlos Aymar, a Justiça determinou o afastamento da prefeita de Araçariguama, Lili Aymar, do cargo. Ela é acusada pelo Ministério Público Estadual (MPE) de improbidade administrativa.

Segundo o órgão, Lili Aymar permitiu que o marido, que está inelegível, tomasse assento na Prefeitura e praticasse atos de gestão administrativa, participando de reuniões e exercendo poder hierárquico sobre funcionários.

Carlos Aymar está preso desde segunda-feira (14) acusado de cobrar R$ 2 milhões de propina para a liberação de uma obra de uma cooperativa habitacional em Araçariguama. A prefeita diz que a família é vítima de perseguição.

O MPE destacou que “o corréu (Carlos Aymar) tem publicado inúmeros conteúdos em sua página social em que se verifica expressamente a prática de atos de gestão administrativa municipal, muitos deles nas dependências da Prefeitura, utilizando-se, portanto, de recursos públicos municipais”.

A decisão pelo afastamento de Lili Aymar do cargo é do juiz Roge Naim Tenn, da 1ª Vara Cível de São Roque.

Compartilhar

Comentários