Após protestos, tarifa na região cai a R$ 3,00

0
Prefeito Jorge Lapas e secretários recebem representantes dos manifestantes no gabinete / Foto: Divulgação

Prefeito Jorge Lapas e secretários recebem representantes dos manifestantes no gabinete / Foto: Divulgação
Prefeito Jorge Lapas e secretários recebem representantes dos manifestantes no gabinete / Foto: Divulgação

publicidade

Após os protestos iniciados com o aumento do valor da tarifa de ônibus em diversos municípios, o valor da passagem nas sete cidades da região que fazem parte do consórcio intermunicipal voltará a R$ 3,00 a partir da 0h dia 24, segunda-feira.

A queda no preço foi definida na manhã desta quinta-feira, 20, em reunião na Prefeitura de Barueri com os prefeitos de Osasco, Jorge Lapas (PT), Barueri, Gil Arantes (DEM), Carapicuíba, Sergio Ribeiro (PT), Jandira, Geraldo Teotônio, o Gê (PV), Santana de Parnaíba, Marmo Cezar (PSDB), e o secretário de Negócios Internos e Jurídicos de Itapevi, Vicente Martins Bandeira.

publicidade

“Toda manifestação fortalece a democracia, desde que seja ordeira e tenha objetivo. Com a participação popular dos jovens, acredito que melhoraremos o nível cultural e de conhecimento da população. É uma ação fundamental e vejo positivamente as manifestações sociais”, afirmou o prefeito de Osasco, Jorge Lapas.

A cidade subsidiará a redução na tarifa com R$ 2 milhões da arrecadação com o Imposto Sobre Serviços (ISS).
A medida dos municípios da região segue o caminho adotado pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e o governador Geraldo Alckmin (PSDB), que em meio a crescentes manifestações anunciaram que as tarifas nos ônibus municipais da Capital, na CPTM e no Metrô, hoje em R$ 3,20, voltarão a R$ 3,00.

Concentração do ato no Largo de Osasco na tarde da quarta-feira, 19 / Foto: Eduardo Metroviche
Concentração do ato no Largo de Osasco na tarde da quarta-feira, 19 / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Manifestações continuam com várias reivindicações

Mesmo com a redução na tarifa, as manifestações continuam por todo o país, já que ganharam pautas como o combate à corrupção, os gastos públicos na Copa do Mundo e por mais investimentos em educação e saúde.
Na noite desta quinta-feira, 20, manifestantes fecharam a rodovia Castelo Branco, no km 22, entre Barueri e Osasco, nos dois sentidos. O Rodanel também foi interditado no km 16. A concessionária CCR implantou desvios.

“Está na hora de mudar o país, acabar com a corrupção, reduzir os preços das passagens. Muita coisa tem que melhorar”, diz o montador Glauco Camargo, 25, que participou de ato em Osasco na quarta-feira, 19. Para o coordenador de produção Wanderson Santana, 30, “com o dinheiro da Copa daria para fazer um bom investimento em educação, em reduzir a seca na Nordeste”.

Comentários