Após transtornos, coleta volta ao normal

Após transtornos, coleta volta ao normal

0
Compartilhar

“Quase todo fim de ano é assim”, reclama moradora / Fotos/Eduardo Metroviche
“Quase todo fim de ano é assim”, reclama moradora / Fotos/Eduardo Metroviche

William Galvão

Após protestos da população por ficar quase dez dias sem coleta de lixo, entre o Natal e a primeira semana de janeiro, a administração pública de Carapicuíba vem estabilizando o serviço. Dos 11 caminhões, seis estavam quebrados nesse período. Dos bairros que sofreram com a falta da coleta, apenas no Capriotti os caminhões ainda estão demorando mais do que o normal para passar.
Um dos problemas mais antigos do município, o lixo costuma encalhar na virada de ano, segundo Dona Maria Luzia dos Santos, moradora da Cohab II. “Durante o ano eles passam três vezes por semana, aí quase todo fim de ano eles atrasam, tem lixeira que cria bicho”.

“Pedimos que evitem jogar lixo em qualquer lugar”

Já na Vila Veloso, Maristela da Silva afirma que o lixo já estava causando transtornos na rua. “Tinha tanto lixo na frente das casas, que ninguém estava aguentando o cheiro ruim, até dentro de casa”.
No Capriotti, as lixeiras lotadas comprovam as reclamações. “Nós estávamos com a coleta regular durante o período de festas, agora atrasou não sei por quê”, conta João do Nascimento, dono de um bar no bairro.
Segundo o vereador e futuro Secretário de Obras do município, Elias Cassundé, Carapicuíba conta com uma empresa particular para coletar o lixo na região onde fica o bairro da Aldeia e arredores. Os demais bairros são de responsabilidade da Prefeitura.

“Estamos fazendo um diagnóstico para apresentar uma proposta ao prefeito e assumir oficialmente em fevereiro. Sabemos que a coleta tem problemas, mas pedimos que a população evite jogar lixo em qualquer lugar, tem ‘bota-fora’ em que a gente encontra até sofá”.
Entre os principais afetados estão a Vila Veloso, Roseira Parque, Jardim Ana Estela, Angélica, Popular, Boa Vista e Cohab II.


7---FotoLegenda-Jardim Paulista sofre com bota-fora

No bairro Jardim Paulista, em Barueri, a prefeitura tem dificuldades no descarte do lixo e entulho acumulado nos chamados “bota-fora” (foto).
Muitos moradores despacham entulho e objetos que não vão mais usar em esquinas de vias públicas e terrenos baldios, onde se encontra desde pneus a móveis velhos.
A recomendação aos moradores é entrar em contato com a Secretaria de Meio Ambiente (4199-1500) e solicitar o serviço gratuito de recolhimento de entulho.

Compartilhar

Comentários