Após vândalos queimarem ônibus, empresas mudam itinerários em Carapicuíba

Após vândalos queimarem ônibus, empresas mudam itinerários em Carapicuíba

6
Compartilhar
protesto carapicuíba

Após grupo de vândalos incendiar um ônibus, na tarde desta sexta-feira (6), na marginal do Rodoanel, em Carapicuíba, empresas de transporte coletivo anunciaram alterações temporárias dos itinerários de linhas que circulam na área (confira abaixo).

O coletivo teria sido queimado como protesto contra uma reintegração de posse marcada para o dia 12 de setembro em um terreno na Cohab V.  Vândalos também atiraram tijolos e outros objetos na direção da Guarda Civil e Polícia Militar.

A reintegração de posse vai afetar mais de 500 famílias. Nos últimos dias, parte delas tem realizado diversas manifestações, com bloqueios de vias na região e barricadas. Ontem, um ônibus já havia sido interceptado por vândalos, que o deixaram atravessado para bloquear a pista na Marginal do Rodoanel.

A Prefeitura de Carapicuíba informa, sobre as mudanças de itinerários de ônibus:

“ATENÇÃO MORADORES DA COHAB V – Em virtude dos últimos acontecimentos de vandalismo, a Prefeitura de Carapicuíba informa que as linhas de ônibus que passam pelo bairro sofreram alterações.

As empresas de transporte decidiram que os ônibus da ETT, Del Rey e Viação Osasco NÃO circularão pela Av. Tancredo de Almeida Neves e pelo trecho da Av Marginal do Ribeirão, entre a rotatória do Km 21 e a empresa Udiaço.

Os moradores que utilizam o transporte público devem se dirigir à Av. Antônio Faustino, Estrada Copaíba ou Estrada do Cabreúva. Lamentamos o transtorno causado pelos atos de vandalismo”.

“É inadmissível vandalismo e violência”, diz Prefeitura de Carapicuíba

Após o protesto mais agressivo, com a queima de um ônibus na tarde desta sexta, a Prefeitura de Carapicuíba afirmou que “é inadmissível vandalismo e violência”. Foi o terceiro dia de manifestações contra a reintegração de posse, o segundo seguido. Ontem, os manifestantes haviam atravessado um ônibus na Marginal do Rodoanel para bloquear a pista.

A administração municipal também emitiu nota oficial nesta sexta sobre os atos de vandalismo desta sexta. Confira:

“A Prefeitura de Carapicuíba lamenta o que vem acontecendo nos últimos dias na Cohab V. O ato de se manifestar é direito de todo cidadão, porém é inadmissível vandalismo e violência de algumas pessoas.

Na quinta-feira, dia 5, vândalos atiraram tijolos e outros objetos na direção da Guarda Civil e Polícia Militar e, agora, atearam fogo em um ônibus. Algumas pessoas estão fazendo barricadas, espalhando pânico aos moradores e impedindo o direito de ir e vir, prejudicando milhares de munícipes.

Todos os órgãos responsáveis estão trabalhando para apagar o incêndio, liberar a Marginal do Ribeirão e deter os vândalos. É importante esclarecer que não houve feridos.

Sobre a reintegração de posse que acontecerá no dia 12 de setembro, a Prefeitura de Carapicuíba informa que é resultado de um processo judicial movido pela Cohab-SP (Companhia Metropolitana de Habitação da Cidade de São Paulo), órgão da Prefeitura Municipal de São Paulo, proprietária do terreno localizado à Rua Alterosa.

Os moradores desta comunidade receberam comunicado oficial da Cohab-SP sobre a reintegração de posse e as vantagens da desocupação voluntária. A Prefeitura de Carapicuíba prestará todo auxílio àqueles que estiverem dispostos a desocupar o local antes da data”.

Compartilhar

Comentários

6 Comentários

  1. É SÓ NÃO CONSTRUIR CASA EM LOCAL PRIVADO! QUEM CONSTRUIU JÁ SABIA DESDE O INICIO OS RISCOS QUE PODIA CORRER

  2. Querem acabar com isso e só matar 02 ou 03 vândalos, e outra o governo não tem que dar nada quer casa trabalhe com fiz de domingo a domingo ai você consegue!

  3. Infelizmente, Carapicuíba é um mau exemplo de gestão pública. Passaram diversos prefeitos, porém os problemas continuam. Como uma situação dessa não pôde ser resolvida de uma outra forma?! Prejudicar a população para corrigir algo que poderia ter sido evitado a época. Isso é lamentável. Mais uma vez Carapicuíba mostrou a sua incapacidade administrativa.

  4. Obrigado prefeitura LIXO por prejudicar moradores decentes, que pagam uma fortuna para utilizar transporte público em uma cidade minúscula (preço mais caro do que uma cidade com imensidão de São Paulo) e agora terão o transtorno de não ter os ônibus passando na porta de casa. O poder público, ao invés de garantir através da segurança pública (gcm e polícia militar) que tais atos não aconteçam, prefere tomar esta atitude fácil que só ajuda as empresas de transporte. Por que não colocar viaturas patrulhando a extensão das avenidas citadas na reportagem? É óbvio, para priorizar as vontades das empresas com seus preços abusivos de passagens de ônibus.

Faça seu comentário

Mais notícias“Tô muito bem, graças a Deus”, diz ambulante que passou mal ao ter mercadorias apreendidas em Barueri
Mais notícias“Abraço” em vítima levanta suspeita e bandido é preso em flagrante em Osasco