Aposentados protestam contra fator previdenciário

0

Nesta semana, manifestação na Paulista foi contra projeto que facilita terceirização / Foto: Eduardo Metroviche
Nesta semana, manifestação na Paulista foi contra projeto que facilita terceirização / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Cristiane Alves

Aposentados e trabalhadores da ativa estarão juntos em passeata pelas ruas do centro de São Paulo na terça-feira, 13, em protesto para cobrar o fim do fator previdenciário, fórmula que reduz o valor das aposentadorias em até 40%.
Organizado pelo Sindicato Nacional dos Aposentados, o protesto irá se repetir em oito cidades do interior paulista e em outros 19 estados brasileiros, em frente às superintendências do INSS.

publicidade

Outra reivindicação é a recuperação do poder de compra dos aposentados. Nos anos de 2010 e 2011, aqueles que recebem salário mínimo tiveram reajuste de 11% e os benefícios acima deste valor, 5,7%. Entre 2011 e 2012, o salário mínimo foi reajustado em 14% e acima dele, 6,6%. Neste ano foi 9% para o mínimo e 6,2% para benefícios acima do mínimo.

Terceirizações
O protesto acontece uma semana depois de as centrais sindicais também mobilizarem trabalhadores em diversas cidades do país em manifestações contra o Projeto de Lei 4330, que trata de terceirizações.
Em São Paulo, a manifestação reuniu cerca de 3 mil pessoas, em frente a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).
Há divergência entre empresários e trabalhadores quanto às responsabilidades da contratante do serviço terceirizado sobre o trabalhador. Sindicatos querem que a contratante tenha obrigações solidárias e que o trabalhador tenha direitos iguais aos diretamente contratados. Empresários descordam. A proposta deve ir a votação na Câmara no próximo dia 14. “O empenho das centrais é pelo acordo para garantir o direito dos trabalhadores”, afirmou o presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva. (Com Força Sindical).

publicidade

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorParceria qualifica metalúrgicos
Próximo artigoSindicato homenageia lideranças históricas