A maioria das pessoas sonha com um sorriso perfeito e saudável. Porém, garantir que este cartão de visitas esteja sempre impecável não é tarefa fácil. Mesmo mantendo a higiene bucal em dia, é possível sofrer de problemas, como a retração gengival.

publicidade

A doença acontece quando o tecido da gengiva retrai por algum motivo, expondo a raiz do dente, chamada de dentina, e ocasionando hipersensibilidade. Por conta disso, a retração gengival pode ser confundida com uma cárie, já que, nos dois casos, a sensibilidade ao ingerir alimentos e bebidas em temperatura muito quente ou gelada costuma ser a principal causa do incômodo.

O alongamento do dente e a alteração da cor do esmalte, do branco para um tom amarelado, também são fortes sinais do problema. Embora a doença seja mais comum em adultos, pessoas de qualquer idade estão sujeitas a sofrer desse mal.

publicidade

Existe uma série de fatores que podem ocasionar ou agravar a retração gengival, como o excesso de força ao escovar os dentes, as doenças periodontais, o bruxismo (ato de apertar ou ranger os dentes durante o dia ou à noite), a ingestão de determinados alimentos, o avanço da idade e, até mesmo, alguns fatores genéticos.

A maneira mais correta de começar o tratamento é procurando um dentista. “É preciso consultar um profissional ao notar uma sensibilidade frequente a bebidas e alimentos quentes ou gelados ou identificar o aparecimento de sinais da retração. Quanto mais cedo o paciente descobrir a causa e iniciar o tratamento adequado, maior a chance de evitar problemas mais graves”, afirma a dentista e consultora de higiene bucal da Condor, Érika Vassolér.

publicidade

Na maioria dos casos, a sensibilidade nos dentes pode ser combatida com técnicas de enxerto na região da gengiva, recobrimento da área exposta do dente com resina composta, tratamentos a laser, uso de cremes dentais com flúor ou, ainda, aplicações de flúor.

Segundo Vassolér, a prevenção varia de acordo com cada caso, mas, em geral, é preciso escolher escovas com cerdas macias, evitar movimentos rápidos e bruscos ao escovar os dentes, principalmente nas regiões próximas à gengiva, e realizar procedimentos como raspagens e limpezas dentais para evitar que a retração aumente.

Dicas da especialista

A consultora da Condor dá algumas dicas para ajudar os pacientes a aliviarem os sintomas desse problema, enquanto fazem o tratamento:

– Fugir de alimentos e bebidas ácidos (frutas cítricas, refrigerantes, sucos, bebidas alcoólicas como o vinho);
– Evitar o consumo de comidas e bebidas muito quentes ou geladas (sorvetes, sorbets, milk-shakes, bebidas com gelo, sopas, chocolate quente, café);
– Reduzir o consumo de doces em geral.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui