Artigo – As Olimpíadas e suas enormes janelas de oportunidades

0

Mônica Veloso - diretora do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região e secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão de Osasco
Mônica Veloso – diretora do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região e secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão de Osasco

publicidade

Quando iniciar no dia 5 de agosto a 31ª edição dos Jogos Olímpicos, o Brasil certamente será outro país. Haverá aquele que destacará com maior vigor o quanto se investiu ou se desviou de recursos.
É provável que outros não se cansem de reclamar o número de medalhas ganhas pelos atletas nacionais. Haverá também aqueles que vão dizer que o Brasil não está preparado para receber um evento deste porte.

Eu estou muito convencida que os Jogos são uma oportunidade extraordinária para apresentar para o mundo inteiro a nossa nação com toda a sua diversidade. Não há lugar do mundo onde tudo funciona exatamente como se imaginam nos manuais de qualquer natureza.

publicidade

Ou seja, provavelmente aqui no Brasil também haverá durante os jogos falhas e problemas, mas certamente haverá muito mais pontos positivos e acertos.

Esta Olímpiada e, na sequência, as Paraolimpíadas, são apenas exemplos para calar aqueles que ainda insistem em seus “complexos de vira latas” como nos sugere Nelson Rodrigues. Complexo este para o qual os brasileiros são cronicamente fadados para a mesmice e o insucesso.

publicidade

É por isso que estou entre aquelas pessoas que se orgulham de lembrar o dia em que o presidente Lula acompanhou a escolha do nosso país como sede dos Jogos pelo Comitê Olímpico Internacional.

Tenho muita convicção que as janelas de oportunidade serão muito maiores que toda sorte de dificuldades que por ventura acontecerem. E, ademais, ao longo da vida o que sempre aprendemos a fazer foi superar dificuldades construindo com responsabilidade as políticas públicas que sinalizam os melhores caminhos para o Brasil e seu povo.

Comentários