“Até quando os homens vão fazer isso?”, desabafa vítima de sequestro e estupro em Cotia

0
Foto: Elza Fiúza/ABr

A jovem K. T. M. foi resgatada, na terça-feira (2), após ser sequestrada e sofrer abuso sexual, em Cotia. “Hoje fui eu e amanhã ninguém sabe quem vai ser. Até quando? Até quando os homens vão fazer isso com a gente?”, desabafou K., ao “Cidade Alerta”, da Record.

publicidade

K. foi resgatada depois de passar oito horas refém. O agressor, o pedreiro J. W. S. teria monitorado a rotina da vítima e calculado o local exato onde estacionaria o veículo para sequestrá-la, afastado das câmeras de monitoramento, próximo a empresa onde ela trabalhava, no Km 30 da Raposo Tavares.

A jovem foi atacada por volta das 8h20 de terça-feira. Antes de ser colocada no carro de J., K. gritou e um dos seguranças da empresa teria reconhecido a sua voz, mas o agressor deixou o local rapidamente.

publicidade

Com a ajuda das imagens de monitoramento, a polícia localizou o veículo e, após oito horas do sequestro, K. foi libertada. A família contou ainda na reportagem do “Cidade Alerta”, que K. foi encontrada acorrentada. “Meu pior medo se tornou realidade. Eu achei que fosse morrer, só pensava na minha família”, disse a jovem.

O estuprador J. W. S. foi preso em flagrante e vai responder por sequestro, cárcere privado e abuso sexual. O pedreiro já antecedentes criminais há 19 anos, por abusar sexualmente de uma mulher.

publicidade

Comentários