Bares e casas noturnas de Osasco e região ganham cartilha contra importunação sexual no Carnaval

0
Sindicato patrocina cartilha sobre importunação sexual

Com a chegada do Carnaval aumenta a preocupação com os casos de assédio e importunação sexual. Para evitar esse tipo de prática e problemas com clientes e frequentadores, os estabelecimentos comerciais de Osasco e região têm agora orientação através da cartilha “A Importunação Sexual e outros crimes contra a liberdade sexual em estabelecimentos comerciais”, patrocinada pelo sindicato dos hotéis, bares, restaurantes e similares (SinHoRes Osasco – Alphaville e Região).

publicidade

Idealizada e produzida pelas advogadas Alessandra Caligiuri Calabresi Pinto, presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB Pinheiros; Sandra Jardim, procuradora de justiça; e Mayra Jardim Martins Cardoso; a cartilha aborda os conceitos de importunação e assédio sexual, estupro, consequências para as vítimas, como denunciar, além de orientar estabelecimentos comerciais sobre como agir para auxiliar as vítimas e colaborar com as autoridades na apuração de denúncias.

Alessandra conta que a ideia da cartilha sobre importunação nasceu da observação de casos que ganharam notoriedade nos últimos meses, em que as vítimas tiveram dificuldade para alcançar a Justiça. “Nós ficamos muito chocadas, por exemplo, com o que aconteceu em um restaurante famoso em São Paulo, com uma blogueira, influenciadora digital, que sofreu importunação sexual num ambiente comercial e veio a público desabafar que nada acontecia contra agressor”. Em qualquer situação, segundo a advogada, “as pessoas têm que entender que ninguém pode por a mão no corpo de ninguém, chegar perto sem o consentimento da outra pessoa”, explica.

publicidade

Violência e assédio sexual aumentam até 20% no Carnaval

Segundo dados do Disque 100 (Dique Direitos Humanos) e do Ligue 180 (Central de Atendimento à Mulher), os casos de importunação, assédio e violência sexual chegam a aumentar até 20% no período do Carnaval.

Para Edson Pinto, presidente da entidade que patrocinou a iniciativa, é comum que os estabelecimentos comerciais não saibam como lidar com casos de importunação sexual, sobretudo para agir em defesa da vítima.

publicidade

“O SinHoRes, como representante do setor de alimentação, lazer e turismo, tem a responsabilidade social de orientar os empresários e colaboradores para esse grave problema que, infelizmente, se repete constantemente. O estabelecimento não pode se omitir e deve estar sempre ao lado da vítima/cliente, orientando e protegendo”, afirmou.

Além de ser distribuída entre os estabelecimentos da região, a cartilha ficará disponível também no site do SinHoRes Osasco – Alphaville e Região, onde pode ser baixada em formato digital, gratuitamente, neste link.

Comentários