Bares e restaurantes de Osasco e região entram na Justiça para poder abrir à noite

0
restaurante

O SinHoRes – Sindicato Empresarial de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Osasco – Alphaville e Região entrou na Justiça para solicitar a abertura de restaurantes, bares e similares também durante a noite em Osasco, Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Santana de Parnaíba, Jandira, Cajamar e Pirapora do Bom Jesus.

publicidade

Os municípios estão na “fase amarela” do plano de flexibilização do governo, em que é permitido o funcionamento dos estabelecimentos do setor durante seis horas diárias, das 11h às 17h. De acordo com o presidente do SinHoRes, Edson Pinto, o novo horário trouxe prejuízos ao setor, em especial, para aqueles estabelecimentos que só funcionam durante a noite, como pizzarias, restaurantes japoneses, bares, entre outros.

Na ação, o sindicato aponta que o mesmo critério não foi aplicado aos restaurantes de shoppings, que podem funcionar no mesmo horário de abertura do shopping, inclusive à noite. “Isso demonstra que o critério que determinou o fechamento não foi médico ou técnico, já que o vírus não contamina as pessoas ‘apenas em restaurantes de rua e durante a noite’”, afirmou Edson.

publicidade

Ainda de acordo com o presidente do sindicato empresarial, o setor segue os protocolos higiênico-sanitários estabelecidos pelo governo há duas semanas, quando puderam reabrir na região. Ele destaca ainda que antes da reabertura gradual, os estabelecimentos ficaram quatro meses em fechamento compulsório, quando cerca de 20% das empresas quebraram e mais de cinco mil trabalhadores perderam seus empregos.

“O setor compreendeu e acreditou que a limitação de horário duraria apenas alguns dias e fez de tudo para cumprir à risca o Plano São Paulo. Passados 15 dias, quando todo o setor aguardava por uma mera flexibilização nos horários de funcionamento, passando da ‘fase amarela’ para a ‘verde’, principalmente por conta da melhora dos índices da Capital e Grande São Paulo, isso não aconteceu e o governo do estado simplesmente ignorou todo o nosso esforço mantendo a proibição de funcionamento à noite, sem nenhuma consideração com as milhares de empresas que estão quebrando e com outras dezenas de milhares de pessoas que perderão seus empregos’, finalizou o presidente do SinHoRes.

publicidade

Edson Pinto esteve reunido com o governador João Dória, com o Secretário de Turismo, Vinicius Lummertz, e com a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen. Na oportunidade, foram apresentados ofícios e diversas ações desenvolvidas pelo sindicato para a retomada segura do setor, mas não houve êxito no pedido de flexibilização dos procolos em relação aos horários de funcionamento.

Comentários