Bares e restaurantes de Osasco e região querem atender até às 23h

0
restaurante osasco
Reprodução

O Sindicato Empresarial de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Osasco – Alphaville e Região enviou um ofício às prefeituras das oito cidades de sua base sindical pedindo que o setor possa receber clientes até às 22h, mas que continue a atendê-los, com as portas fechadas, até às 23h.

publicidade

Na solicitação, a entidade sugere que um ato administrativo, por parte das prefeituras, esclareça que o horário para entrada de clientes nos estabelecimentos continue sendo às 22h, conforme estabelecido pelo Plano São Paulo para as regiões que estão na fase “amarela”. Já o acréscimo de 60 minutos seria para que os clientes consigam terminar suas refeições e pagar suas contas.

“Ocorre que as fiscalizações municipais têm exercido entendimento no sentido de proibir que os estabelecimentos, embora fechem suas portas às 22h, continuem atendendo alguns clientes que permaneçam no seu interior, a fim de terminarem suas refeições”, afirma o presidente do SinHoRes, Edson Pinto.

publicidade

O sindicato alega que a situação atual fere o direito dos clientes que adentraram nos estabelecimentos antes das 22h, por não conseguirem terminar normalmente suas refeições. “Esse fato tem causado grande desconforto e constrangimento, tanto para os clientes, quanto para os proprietários, com risco iminente de evoluir para situações mais graves”, acrescenta o presidente.

O ofício foi encaminhado às prefeituras de Osasco, Barueri, Santana de Parnaíba, Cajamar, Carapicuíba, Itapevi, Jandira e Pirapora do Bom Jesus, que contam com cerca de 15 mil empresas do setor e 50 mil empregos diretos em sua base sindical.

publicidade

Comentários