Barueri prorroga vacinação contra a gripe até 3 de junho

Barueri prorroga vacinação contra a gripe até 3 de junho

0
Compartilhar
Barueri prorroga vacinação contra a gripe até 3 de junho

Barueri prorroga vacinação contra a gripe até 3 de junho

A Secretaria Estadual de Saúde anunciou semana passada a prorrogação da data para vacinação contra gripe. A 17º Campanha contra Influenza que teve início no dia 4 de maio será realizada até dia 3 de junho em Barueri. A extensão da ação visa alcançar a meta de 80% estipulada pelo governo.

A campanha envolve profissionais de todas as Unidades Básicas de Saúde, vacinando adultos com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, os povos indígenas, as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Publicidade

META
Até agora, a média total de imunização em Barueri foi de 55,25%.

População a ser vacinada em Barueri:

Publicidade

Idosos com 60 anos ou mais de idade – 17.643
6 meses a 4 anos de idade – 19.202
Gestantes – 4.341
Puérperas (até 45 dias) – 714
Trabalhadores da saúde – 6.845
Pessoas com comorbidades – 11.457

TOTAL: 60.202 pessoas

LOCAIS DE VACINAÇÃO

Postos fixos:
Unidades Básicas de Saúde: horário normal de atendimento
Unip Campus Alphaville / Clínica de Saúde da Unip: De segunda a sexta-feira, das 8 às 13h
18 do Forte – Santana de Parnaíba – Solar Ville Garaude: será aplicado apenas nos idosos

Publicidade

Influenza (Gripe)
A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, e é um problema de saúde pública no Brasil. Esta patologia pode levar a complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da infecção viral

A transmissão dos vírus influenza ocorre por meio do contato com secreções das vias respiratórias eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar (transmissão direta) ou através das mãos ou objetos contaminados (transmissão indireta), quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz).

O objetivo dessa ação é reduzir a mortalidade, as complicações e as intervenções decorrentes das infecções pelo vírus da influenza.

Compartilhar

Comentários