Beijo também pode transmitir doenças

0

Cárie e doença peridontal estão entre os principais riscos do contato bucal / Foto: See-ming Lee
Cárie e doença peridontal estão entre os principais riscos do contato bucal / Foto: See-ming Lee

publicidade

Pré-carnaval, muita gente já se prepara para as festividades, que incluem trios elétricos, agitação, diversão, micareta e muito beijo na boca. A experiência pode ser interessante, mas o que muita gente não sabe é que a saliva pode transmitir doenças como HPV, herpes labial e até hepatite c e miningite.

1 ml de saliva pode conter 150 milhões de bactérias

De acordo com o cirurgião dentista Aonio Vieira, “um mililitro de saliva pode conter 150 milhões de bactérias, muitas causadoras de doenças”. Ele explica que isso acontece por que a boca é a maior cavidade do corpo humano em contato com o mundo exterior. É o primeiro destino dos alimentos e líquidos, além de auxiliar na respiração.
Entre as principais doenças que podem ser transmitdas através do contato bucal estão a cárie e a doença peridontal, muitas vezes repassadas entre casais. Obviamente, hábitos alimentares e higiene bucal também são fatores influenciadores.

publicidade

Outra doença bastante comum é a herpes labial, uma infecção que se dá através do contato direto com as lesões infectadas pelo vírus. Não existe cura, somente tratamento que diminui a frequência em que ela se manifesta. Outro vírus que pode dar trabalho é o HPV, que forma pequenas verrugas na boca. Para essa lesão, muitas vezes é preciso remoção cirúrgica.

As doenças mais preocupantes que podem ser adquiridas através do beijo são a hepatite c e a meningite. O beijo entre muitos parceiros pode ser fonte de transmissão da bactéria meningocócica, que aumenta em quatro vezes o risco de contrair a doença. Ela pode ser fatal por tratar-se de uma inflamação das membranas que envolvem o cérebro, as meninges.
Para beijar na boca tranquilamente, as dicas do dentista Aonio Vieira são: evitar a troca frequente de parceiros, ter sempre uma boa higiene bucal e visitar um dentista a cada 6 meses.

publicidade

Comentários