Foto: SECOM/PMO

Tramitam na Câmara de Osasco projetos de lei (PLs) que visam beneficiar usuários dos ônibus do município. Um deles prevê a criação do Bilhete Único na cidade, semelhante ao já existente em São Paulo.

publicidade

A proposta é promessa antiga de ex-prefeitos e foi assumida também pelo atual chefe do Executivo, Rogério Lins (PTN).

O projeto de lei 21/2017, de autoria de Ni da Pizzaria (PTN), prevê que o Bilhete Único garanta ao usuário o direito de usar quantos ônibus do município quiser, por um período de duas horas a partir da primeira viagem, pagando apenas uma passagem.

publicidade

Já o projeto de lei 26/2017 estabelece que as empresas de ônibus municipais sejam obrigadas a disponibilizar internet via Wi-Fi aos passageiros.

De acordo com a proposta, as empresas de ônibus teriam o prazo de um ano após a aprovação do projeto para disponibilizarem internet via Wi-Fi aos passageiros em metade da frota e 18 meses para se adequarem completamente à regra.

publicidade

“A oferta de acesso gratuito à internet sem fio é uma ferramenta extremamente importante, que proporcionará uma maior conectividade em tempo integral, representando um atrativo para o uso do transporte público”, justifica o autor da proposta, Alex da Academia (PDT).

Gratuidade a professores 

O projeto 19/2017, em tramitação na Câmara Municipal de Osasco, estabelece que professores da rede municipal de ensino tenham acesso aos mesmos benefícios concedidos aos estudantes no transporte público municipal, entre eles o passe livre, que seria concedido durante a semana.

“Sabemos que é uma classe cujo salário está em defasagem e essa lei será de muita utilidade para essa classe tão importante na vida de todos nós”, justifica o autor da proposta, Batista Comunidade (PTdoB).

Projetos na Câmara de Osasco

– PL 19/2017: Estabelece que professores da rede municipal tenham acesso aos mesmos benefícios concedidos aos estudantes no transporte público municipal, entre eles o passe livre

– 21/2017: Prevê que o Bilhete Único garanta ao usuário o direito de usar quantos ônibus do município quiser, por um período de duas horas a partir da primeira viagem, pagando apenas uma passagem

– 26/2017: Estabelece que as empresas de ônibus municipais sejam obrigadas a disponibilizar internet via Wi-Fi aos passageiros

Indicações em Barueri

Em Barueri, vereadores apresentaram indicações para ampliar as gratuidades no transporte público municipal. José Roberto Mendonça, o Robertinho (SD), pediu a inclusão de passagem gratuita para gestantes. Antônivaldo Rios Gomes, o Kaskata (PSB), solicitou gratuidade para pessoas desempregadas.

Comentários

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui