Início Brasil Bolsonaro critica Bruno Covas, que morreu em maio

Bolsonaro critica Bruno Covas, que morreu em maio

0
bolsonaro barroso bruno covas
Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, e até o ex-prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que morreu dia 16 de maio, vítima de um câncer.

publicidade

Na manhã desta segunda-feira (3), em conversa com apoiadores, Bolsonaro declarou que Barroso, “defende um monte de coisa que não presta e se acha o máximo”.

Sobre Bruno Covas, o presidente declarou: “O outro, que morreu, fecha São Paulo e vai ver Palmeiras x Santos no Maracanã”. A crítica faz referência à presença do ex-prefeito de São Paulo na final da última Libertadores.

publicidade

Na ocasião, Bruno Covas, que lutava contra o câncer, foi criticado e declarou: “Depois de tantas incertezas sobre a vida, a felicidade de levar o filho ao estádio tomou uma proporção diferente para mim. Ir ao jogo é direito meu. É usufruir de um pequeno prazer da vida (…) Quando decidi ir ao jogo tinha ciência que sofreria críticas. Mas se esse é o preço a pagar para passar algumas horas inesquecíveis com meu filho, pago com a consciência tranquila”.

publicidade

Comentários