Bolsonaro sobre soltura de Lula: “Não dê munição ao canalha”

Bolsonaro sobre soltura de Lula: “Não dê munição ao canalha”

2
Compartilhar
bolsonaro
Foto: Clauber Cleber Caetano/PR

Na manhã deste sábado (9), o presidente Jair Bolsonaro comentou pela primeira vez a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na tarde desta sexta-feira (8). “Não dê munição ao canalha”, afirmou o presidente, sem citar o nome do petista.

“Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria. Não podemos cometer erros. Sem um norte e um comando, mesmo a melhor tropa, se torna num bando que atira para todos os lados, inclusive nos amigos. Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”, postou Bolsonaro em seu perfil no Twitter.

Leia também: No 1º discurso após sair da prisão, Lula diz que Emidio é “o futuro prefeito de Osasco”

Ontem, após ser solto, Lula disse em discurso que Bolsonaro foi eleito graças a, segundo ele, perseguição do qual se disse vítima, e a fake news e que, fora da prisão, vai atuar para “tirar o Brasil dessa loucura”.

A Justiça determinou a soltura de Lula após a defesa do ex-presidente pedir a libertação do ex-presidente com base na decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) que derrubou a validade da execução provisória de condenações criminais, conhecida como prisão após a segunda instância.

Compartilhar

Comentários