Bradesco e HSBC não vão demitir, diz Sindicato

0

Representantes do Sindicato dos Bancários de São Paulo e da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) se reuniram nesta terça-feira com a direção dos bancos Bradesco e HSBC para buscar garantir a manutenção dos empregos e direitos dos trabalhadores, após aquisição do banco inglês.

publicidade

“Os dois bancos afirmam que não haverá demissão em massa e reiteram a disposição de dialogo com o movimento sindical. Até que saia a aprovação da venda, que pode durar seis meses, a gestão será do HSBC e o compromisso dos dois bancos é de manter a transparência com os sindicatos e os trabalhadores”,  disse Juvandia Moreira, presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região.

“A reunião nos tranquiliza porque eles garantiram que não haverá demissão em massa, mas vamos ficar atentos e acompanhando os desligamentos dos dois bancos. O banco também afirmou que o Bradesco, entre os interessados pela compra do HSBC, é o que apresenta maior complementariedade em relação e a relação a produtos, serviços e rede de agências, gerando menos atritos”, afirmou o presidente da Contraf-CUT, Roberto von der Osten.

publicidade

HSBC – O número total de empregados do banco no país, em dezembro de 2014, era de 20.165 trabalhadores e o número de agências bancárias do HSBC no Brasil era de 853 unidades.

publicidade

Comentários