Carapicuíba ganha igreja evangélica que promove a inclusão de LGBT

2

William Galvão

publicidade

Fé//  Ministério Redenção Incluir em Cristo realiza cultos aos sábados, às 20h

13645109_1205780992774773_3829204710425373774_n
Região conta também com a Comunidade Cristã Nova Esperança Internacional, com unidades em Osasco e Jandira

Inaugurada no último dia 2 na Vila Cretti, em Carapicuíba, a igreja evangélica Ministério Redenção Incluir em Cristo promove a inclusão de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais, a comunidade LGBT, “e todas as pessoas que não são aceitas em outras religiões”, afirma o pastor da unidade Eliel Eloy Oliveira. Os cultos são realizados aos sábados, às 20h, na rua José Fernandes Teixeira Zuza, 42.

publicidade

De acordo com o pastor, a leitura que fazem de textos bíblicos que supostamente condenam a homoafetividade como em Levítico e Romanos, por exemplo, estão fora de contexto. “Nós não rasgamos esses livros, nós interpretamos levando em consideração o contexto em que aquilo foi dito, a época”, explica.

“Esses textos precisam ser analisados por partes e não podem ser usados para condenação, a sexualidade não pode condenar”. Segundo Eloy, “nós condenamos apenas a sexualidade promíscua”.

publicidade

Eliel conta que a forma com que a Bíblia é interpretada muda com o passar do tempo. “Como por exemplo: alguns anos atrás se usava a Bíblia para dizer que os negros não tinham alma e, portanto, não podiam adorar a Deus”, explica. “Hoje posso dizer que é a nossa vez de fazer a história”.

Na região, a única iniciativa de inclusão evangélica do público LGBT além dessa é a Comunidade Cristã Nova Esperança Internacional (CCNE), com templos em Jandira e Osasco. A CCNE tem unidades também na Capital, em outras cidades paulistas e nos estados do Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Ceará. No estado de São Paulo, também é possível encontrar templos nessa direção na Igreja Cristã Contemporânea, Comunidade Cidade de Refúgio, Igreja Cristã Para Todos, Igreja da Comunidade Metropolitana de São Paulo e na Igreja Novo Templo.

Comentários

2 COMENTÁRIOS

  1. Espero em Deus que esse Pastor saiba muito bem o que está fazendo, o evangelho é renúncia não massagem do ego. As passagens que ele menciona são sim de fato o que condena as práticas homossexuais. Ele precisa entender que Deus é Espírito (Jo 4,24), e o homossexualismo é uma obra da carne e a Bíblia é bem clara em relação a isso. Quem está na carne, não pode agradar a Deus.

    Rm 8:1 PORTANTO agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o espírito.

    Galatas 5:16 Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.

    Gálatas 5:17 Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.

    2 Timóteo 4:4
    Pois virá tempo em que os homens não suportarão a sã doutrina, mas desejosos de ouvir coisas agradáveis, cercar-se-ão de mestres segundo os seus desejos,
    e desviarão os ouvidos da verdade e se aplicarão às fábulas.

    Que Deus tenha misericórdia das almas que chegarem nesse local. Falar da Sã doutrina e repreender pecados não é uma mensagem agradável aos ouvidos, daqueles que não nasceram de novo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEm meio à queda de usuários de planos, cresce oferta de clínicas populares
Próximo artigoBarufi lança candidatura e Gê tem presença dos Furlan na pré-campanha