CCR vai administrar linhas da CPTM que atendem Osasco, Barueri, Carapicuíba e região

0
estacao osasco
Lana Alves / Visão Oeste

Nesta terça-feira (20), foi realizado leilão de concessão das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da CPTM, que atendem Osasco, Barueri, Carapicuíba e região, para a iniciativa privada por prazo de 30 anos. O Consórcio ViaMobilidade Linhas 8 e 9, formado por Grupo CCR, que já administra rodovias na região, e Ruas Investimento e Participações S/A, venceu outros três concorrentes com uma oferta de R$ 980 milhões pela outorga fixa, o que representa ágio de 202% sobre o valor mínimo estipulado pelo estado.

publicidade

A nova concessionária ficará responsável pela operação, conservação, manutenção, modernização das instalações existentes, construção de novas estações e aquisição de novos trens das duas linhas.

Pelo contrato, a concessionária terá que investir R$ 3,2 bilhões para reforma de 30 estações, ampliação de outras seis – Pinheiros, Antônio João, General Miguel Costa, Osasco, Jardim Silveira e Imperatriz Leopoldina – e construção de um novo terminal.

publicidade

Juntas, as linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da CPTM transportam mais de 1 milhão de pessoas diariamente, de acordo com a demanda anterior à pandemia. A Linha 8 liga a estação Júlio Prestes, em São Paulo, a Osasco, Barueri, Carapicuíba, Jandira e Itapevi. A Linha 9 liga Osasco a bairros da zona Sul de São Paulo, como Morumbi, Santo Amaro e Grajaú.

O Secretário dos Transportes Metropolitanos Alexandre Baldy defendeu que o investimento de R$ 3,2 bilhões na nova concessão é mais um passo para elevar “a CPTM a uma condição de transporte cada vez mais qualificada, ao que o Governador chamou de padrão Metrô, com menores intervalos, estações cada vez mais novas e acessibilidade”.

publicidade

A concessão também prevê modernização e implantação de novos sistemas de telecomunicação, repotencialização do sistema de energia e adequações nos sistemas de via permanente. A lista das obrigações ainda inclui a aquisição de 34 trens novos, a renovação do pátio de Presidente Altino e investimentos para transferir as atividades de manutenção da CPTM para um novo espaço.

Para operar as duas linhas, a concessionária vai precisar implementar um Centro de Controle Operacional (CCO) próprio, uma vez que as duas linhas atualmente são controladas pelo CCO da CPTM no Brás.

Obras do governo do Estado

Continua a cargo do governo do Estado concluir as obras de extensão de 4,5 km da linha 9-Esmeralda, com duas novas estações – Mendes-Vila Natal e Varginha.

Além disso, o poder público também vai entregar as adequações das estações Morumbi (integração com a futura Estação Morumbi da linha 17-Ouro), Santo Amaro (integração com linha 5-Lilás) e Carapicuíba (ligação com Boulevard da Prefeitura).

Atualmente, a linha 8-Diamante atende a seis municípios, com 41 km de extensão e 22 estações. Já a linha 9-Esmeralda atende dois municípios em 31,8 km de extensão e 18 estações, sendo três delas em construção.

Comentários