Celso Giglio não reverte decisão e continua inelegível

3
Giglio teve recurso acolhido pelo TRE-SP / Foto: Eduardo Metroviche

Giglio teve ferimentos e se recupera em hospital na Capital

publicidade

Líder na mais recente pesquisa sobre a corrida eleitoral em Osasco, o deputado estadual Celso Giglio (PSDB) continua inelegível para a eleição de outubro. O tucano tentou reverter na justiça a rejeição das contas de quando era prefeito, em 2004, mas não obteve a liminar pedida. A rejeição das contas levou a anulação dos votos recebidos por Giglio em 2012, quando seria o primeiro colocado no primeiro turno, com 149.579 votos, contra 138.435 de Jorge Lapas.

“À Justiça Eleitoral não compete analisar o acerto ou desacerto da decisão de rejeição de contas públicas de prefeito proferida pela Câmara Municipal”, escreveu o juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Osasco, em decisão proferida na quarta-feira, 20. A decisão diz ainda que “o ato de improbidade administrativa ressai da diversidade e gravidade dos vícios detectados, entre os quais se destacam o descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal e o não repasse das verbas previdenciárias arrecadadas. O mínimo exigível de um administrador público é o conhecimento das normas que disciplinam, limitam e condicionam a sua atuação. Ao afastar-se o gestor público da disciplina legal que impõe determinada conduta, evidencia-se a vontade de obter um fim dissociado do interesse público, circunstância a revelar, de forma inequívoca, a modalidade dolosa da conduta”.

publicidade

Comentários

publicidade

3 COMENTÁRIOS

  1. O problema não é o candidato ficar inelegível. É ele ficar inelegível com o seu nome constando na urna de votação e sem o eleitor saber disso. Na minha visão, configura-se novamente a arapuca da eleição passada onde o candidato que mais votos tinha – a maioria – foi tornado inelegível e os votos que foram para ele, anulados sem a menor satisfação ao eleitor. No mínimo, má fé deslavada. Se há dúvida, é só verificar que os dois tinham maioria no primeiro turno! O que está havendo, TSE?

  2. ah coitado , Celso giglio não tem mais condições de ser prefeito ,, nem eleitorais e nem fisicas, ja deu, desiste e deixa outros politicos trabalharem, Ficha suja é ficha suja, não se limpa com Candida, nem
    Azulim.. .. sai fora poxa vida,, deixa Osasco em Paz
    a

  3. Celso Giglio ficando impedido de disputar as eleições para prefeito de Osasco, as chances do Rogério Lins se multiplicam e caso venha acontecer um fusão entre Celso e Lins, a vitória de Jorge Lapas se complica. Até por que, Lapas não se desvinculou do PT e o povo sabendo disso, só aumentam as chances de Lins. Lapas pense nisso.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPiteri confirma candidatura e diz que Lins e Prascidelli não são oposição
Próximo artigoValmir Prascidelli deve ter Anitelli como vice