Cidades da região reclamam dos serviços da Sabesp

1

Cratera causada por rompimento de adutora engole carro no Jardim Roberto, em Osasco / Foto: Renato Silvestre/Folhapress

publicidade

William Galvão

Na última quinta-feira, 6, um carro caiu em um buraco na rua Elza Fagundes de Morais, no bairro Jardim Roberto, em Osasco. O acidente aconteceu por conta do rompimento de uma adutora da Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp), paralisando o fornecimento de água nessa região. Em nota, a Companhia informou já ter feito a perícia e que o dono do veículo vai ser ressarcido pelos prejuízos.
Há menos de dois meses, em Alphaville, Barueri, outra adutora rompeu na Alameda Europa e abriu uma cratera de dois metros e meio de diâmetro, interrompendo o abastecimento de água por dois dias. Poucos dias antes, em Osasco, moradores de cinco ruas do bairro Portal D´Oeste ficaram cinco dias sem água. Segundo a Sabesp, o fornecimento foi paralisado para as obras de fechamento de um vazamento na rede.

“A Sabesp está sem serviço de tapa-buraco em Osasco”

publicidade

No primeiro semestre desse ano, após reivindicações de vereadores da Câmara de Barueri, a Prefeitura do município voltou atrás e apresentou requerimento pedindo a retirada do projeto que renovaria o contrato com a Sabesp por mais 30 anos. “Oito anos se passaram e nada foi feito. Por que queriam aprovar agora, às pressas?”, questionou o vereador Agnério Néri Ferreira, o Professor Agnério (PT).
No início de julho, representantes das cidades de Carapicuíba e Jandira, juntamente com técnicos da prefeitura de Barueri se reuniram para discutir as falhas na recuperação de buracos abertos pela Sabesp após a execução de serviços. Na ocasião, a empresa prometeu acelerar os reparos nas vias públicas.

Na última quarta-feira, 6, o prefeito eleito em Osasco, Jorge Lapas (PT), também reclamou dos serviços prestados pela Companhia. “A Sabesp está sem serviço de tapa-buraco em Osasco, como pode? Fora combinado de que até 2012 teríamos 100% do esgoto tratado, agora falam em 2018. Eles mudam a meta sem conversar com as Prefeituras”, afirmou.

Há mais de 20 dias, água “brota” no meio fio / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Vazamento traz transtornos à população no Jardim das Flores

Moradores do bairro Jardim das Flores, em Osasco, têm reclamado de um vazamento de água na altura do número 499 da rua Dália. Segundo eles, há mais de 20 dias que o solo está minando água e corre o risco de ceder. A prefeitura e a Sabesp já foram acionadas.
“A Sabesp diz que o problema é de esgoto e que isso é com a prefeitura”, explicou Maria Jacilene Silveira, que trabalha na região. “Mas na verdade é um problema da Sabesp sim, porque está vazando água limpa e não água suja de esgoto”, completa. O protocolo de atendimento com o pedido de manutenção foi registrado no dia 17 de novembro. A Sabesp não deu prazo para o conserto.

Comentários