Início Cidades Carapicuíba Com atraso de 4 anos, Alckmin inaugura terminal inacabado

Com atraso de 4 anos, Alckmin inaugura terminal inacabado

1
Terminal foi entregue com 13 das 23 linhas previstas operando / Foto: William Galvão

William Galvão

publicidade

Após quatro anos de atraso, o Terminal Municipal de Ônibus José Ribeiro, em Carapicuíba, e o bulevar foram inaugurados na segunda-feira, 30, sob protestos contra o prefeito Sergio Ribeiro (PT) e o governador do estado Geraldo Alckmin (PSDB), presentes na cerimônia. O equipamento começou a funcionar na terça, 31, com apenas 13 das 23 linhas que o terminal pretende abrigar. Dez delas permanecem operando em um terminal improvisado.

Terminal foi entregue com 13 das 23 linhas previstas operando / Foto: William Galvão
Terminal foi entregue com 13 das 23 linhas previstas operando / Foto: William Galvão

“Ainda estamos fazendo os ajustes, a colocação do piso tátil, medias de segurança, grades e sinalização. Os últimos retoques necessários no período de teste”, explicou o prefeito Sergio Ribeiro. A obra, inciada em 2012, teve investimento de R$ 60 milhões e é de responsabilidade do governo estadual em parceria com a prefeitura de Carapicuíba. Devem passar pelo terminal cerca de 100 mil pessoas por dia.

publicidade

Apesar da inauguração, a população não está totalmente satisfeita. A cozinheira de 55 anos Renilda Lopes Arivabene tem ressalvas: “Moro na Cohab, pra gente ficou ótimo, mas espero que mudem ali também onde fica o terminal improvisado”.

Ela conta que, agora, não precisa andar muito para pegar o seu ônibus. Já a dona de casa Marli Sanches, de 38 anos, diz que “entregaram tarde e ainda não acabou, tem outra obra do lado ainda começando (o terminal intermunicipal, obra do Corredor Oeste), e não fizeram ainda a passarela”. Segundo ela, “estão fazendo às pressas para as eleições”.

publicidade

O projeto “Novo Centro” ainda inclui a construção de uma passarela que liga o bulevar do Calçadão de Carapicuíba, passando por cima dos trilhos de trens da CPTM, à área onde ficam a Fatec, Etec, Sesi e o Parque da Lagoa. No encontro, Alckmin disse que já falou com o presidente da CPTM, Paulo Magalhães, e que marcaria uma reunião com a prefeitura para liberar a construção da passarela.

Comentários