Início Cidades Barueri Com investimento de R$ 815 milhões, governo inicia ampliação da Castello Branco,...

Com investimento de R$ 815 milhões, governo inicia ampliação da Castello Branco, em Barueri

0
Garcia
Foto: Soraia Sene

O governador Rodrigo Garcia (PSDB) esteve novamente em Barueri na manhã dessa terça-feira (24), dessa vez para anunciar o início das obras de construção das novas vias marginais da Rodovia Castello Branco, do km 22,5 até o km 27, além da implantação de faixa adicional do km 27 até o km 31,65 (sentido interior).

publicidade

Além das obras na rodovia, o trevo de acesso a Alphaville também será totalmente remodelado, removendo as passagens de nível e deixando o tráfego totalmente contínuo no local, com ligações viárias expressas de entrada e saída da rodovia, com as avenidas Tamboré, Rio Negro e Estrada da Aldeinha.

Estão previstos ainda no trecho novos elementos de segurança e a construção de duas novas pontes, paralelas à ponte existente (Guilherme de Almeida), para interligar as vias marginais. Além da adequação de ligação viária entre a Avenida Arnaldo Rodrigues Bittencourt e a Rua da Prata, o novo viário de retorno fará ligação com a Avenida Café do Ponto.

publicidade

O trevo de Barueri também será remodelado, proporcionando acesso mais rápido a Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus. Essa adequação também vai eliminar os acessos em nível e ajustar os acessos a Jandira e Barueri por meio da Av. Trindade. Novas passarelas serão instaladas para travessias de pedestres.

Segundo o governo, as obras vão gerar cerca de 21 mil empregos diretos e indiretos e devem ficar prontas em 35 meses.

publicidade

O investimento para as novas pistas será de aproximadamente R$ 815,3 milhões viabilizados pelo Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo sob gestão da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

Como não estavam previstas no contrato, as obras deste trecho estão sendo realizadas graças a um acordo firmado entre o Governo do Estado e a Concessionária CCR ViaOeste por meio do Termo Aditivo Modificado (TAM) assinado no dia 31 de março, ocasião da renovação da concessão, ainda no governo João Dória.

“Conseguimos a Castello Branco na década de 60. Depois de muita luta, conseguimos as marginais da Castello. Mas primeiro, deixaram que a cidade começasse a perder empresas importantes por causa do trânsito. Mas Rodrigo anda na frente e antes que a gente comece minguar o nosso crescimento, ele veio, com a mão forte do Estado, e começou isso para a região”, declarou Rubens Furlan durante a cerimônia.

“O que estamos fazendo hoje em Barueri é planejar o futuro dessa cidade e região. Tenho clareza que o eixo de desenvolvimento do nosso Estado passa por essa região. Se essa obra não fosse feita agora, daqui a quatro, cinco anos, nós teríamos dificuldade em continuar desenvolvendo”, disse Garcia, informando que foram quase dois anos de negociações com a ViaOeste para conseguir implantar o projeto.

Desistência de Doria

Questionado sobre a desistência do ex-governador João Doria (PSDB) na corrida presidencial, mesmo tendo sido o escolhido nas prévias do partido, Garcia elogiou o tucano e disse que vai seguir o que for consenso entre os partidos da chamada “terceira via”.

“O governador Doria fez um grande governo em São Paulo. Mostrou desprendimento com esse gesto. Espero que com esse gesto a terceira via possa encontrar um denominador comum, que a represente na eleição presidencial. Doria, em seu pronunciamento de ontem, deixou claro as razões da sua entrada na política, pelo seu interesse do Brasil e também, nesse momento, de sair da sua candidatura buscando um consenso entre os partidos do centro democrático para que se tivesse uma alternativa competitiva. Vamos aguardar qual vai ser a decisão desses partidos e eu, como pré-candidato a governador de São Paulo, estarei com o nome escolhido pela terceira via na eleição presidencial”, concluiu.

Comentários