Comércio de Osasco tem pior resultado no estado em julho

Varejo// Queda foi de 6,8% em relação ao mesmo mês em 2015, diz Fecomercio

0
Comércio de Osasco tem pior resultado no estado em julho

Em julho, as vendas do comércio varejista na região de Osasco registraram queda de 6,8% na comparação com o mesmo mês de 2015, o pior resultado do estado de São Paulo, e alcançaram R$ 3,9 bilhões. No acumulado dos sete meses do ano, o recuo foi de 12,8%, e nos últimos doze meses houve retração de 15,1%. Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), com base em informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP).

publicidade

Das nove atividades pesquisadas, seis registraram queda nas vendas em julho no comparativo com o mesmo período do ano anterior. Os segmentos de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (-59,5%), lojas de móveis e decoração (-27%) e supermercados (-1,9%) registraram os piores desempenhos no mês e, juntos, impactaram negativamente com 10,7 pontos porcentuais (p.p.) para o resultado geral.

Por outro lado, os segmentos de farmácias e perfumarias (27,5%), materiais de construção (20%) e outras atividades (9,5%) foram os únicos que apresentaram crescimento no faturamento do varejo e, em conjunto, amenizaram a queda geral do comércio varejista em 4,4 p.p..

publicidade

De acordo com a assessoria econômica da Fecomercio-SP, com a retração em julho, já são 15 meses com variações negativas. Para agosto pode haver uma melhora, porque o setor de eletrodomésticos, que mais puxou a queda, terá uma base de comparação muito fraca, quando, em agosto de 2015, o setor registrou a pior variação no ano (-15,8%). Além disso, oito das nove atividades também registraram recuo nas vendas em julho de 2015. Portanto, o quadro ainda é negativo mesmo que, por efeito estatístico, o número venha melhor.

Desempenho estadual
O faturamento real do comércio varejista paulista voltou a crescer em julho e atingiu R$ 46,9 bilhões – elevação de 0,8% em relação ao mesmo mês de 2015. Foi a segunda elevação consecutiva na comparação anual, fato que não acontecia desde 2014. No acumulado do ano, porém, houve retração de 1,4% e em 12 meses, a queda foi de 4,9%.

publicidade

Entre as 16 regiões analisadas pela Federação, 11 apresentaram crescimento no faturamento em julho, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Destaque para as regiões do Litoral (7,8%), Marília (7,3%), Araraquara (6,9%) e Sorocaba (5,3%), que registraram os melhores desempenhos. Já as regiões de Osasco (-6,8%), Guarulhos (-2,6%), Bauru (-2,5%) e São José do Rio Preto (-1,1%) foram as piores do mês.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO que abre e o que fecha em Osasco e Barueri
Próximo artigoGiro das Cidades