Comissão da Verdade de Osasco realiza audiência

0

William Galvão

publicidade

Na segunda-feira, 13, a Comissão Municipal da Verdade de Osasco (CMVO) realiza audiência pública na Câmara, às 15h e vai contar com depoimento do Dr. Albertino Oliva, vítima da repressão. Na quarta, 15, o Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região sedia um encontro da CMVO, com depoimento de Maria Aparecida Bacega.

CMVO quer ouvir repressores da ditadura militar

O coordenador da Subcomissão de Entidades da Sociedade Civil da Comissão Municipal da Verdade, Jorge Nazareno, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, diz que os trabalhos têm surpreendido. “Temos percebido que a cidade teve uma participação mais significativa nesse período da história do país do que nós conhecíamos”. Sobre repressores, diz, “a comissão tem levantado nomes de torturadores, e vamos convidá-los a contribuir”.
A Comissão realiza ainda, no dia 20, às 15h, na Câmara, encontro com membros do movimento estudantil na época da ditadura. Nomes como Stanislau Szermeta, Nilton Landa e Roque Aparecido estão entre os possíveis participantes.

publicidade

Ajuda da Comissão Nacional
A Comissão Municipal vai adotar uma estratégia diferente para conseguir depoimentos de torturadores. Um ofício será encaminhado à Comissão Nacional da Verdade para que ela convoque os agentes da repressão para depor em Osasco.
Junto ao ofício, será encaminhado um pedido ao Ministério da Defesa para autorizar visita aos quartéis da cidade. Se concedida, a visita deve acontecer na manhã do dia 31 de outubro.
“É mais uma provocação à Comissão Nacional para que os torturadores contribuam de alguma forma, já que nós não temos poder de convocação”, explicou o vice-coordenador geral da CMVO, Luciano Jurcovichi Costa.

publicidade

Comentários