Compra do hospital Cruzeiro do Sul pela NotreDame/Intermédica é aprovada pelo Cade

5

A Superintendência-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a compra da totalidade do capital social do Grupo Cruzeiro do Sul pela operadora de planos de saúde Intermédica, conforme despacho publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 29.

publicidade

A autarquia avalia que a operação “não indica que as partes serão capazes de exercer poder de mercado” em planos de saúde coletivos nas cidades de Itapevi, Carapicuíba, Jandira e Osasco, na região metropolitana de São Paulo.

Ainda segundo o parecer, a análise do Cade apurou que há concorrentes com desempenhos relevantes nesses mercados e aptas a reagir em caso de eventual tentativa unilateral de poder de mercado.

publicidade

Comentários

publicidade

5 COMENTÁRIOS

  1. tenho o convênio cruzeiro do sul desde 1995 não tenho o que reclamar porém minha esposa já teve o notre dame intermédica já teve vez que tive que instruir uma médica pois não sabia do que se tratava a enfermidade sindrome nefrótica

  2. Tenho o plano individual do Cruzeiro do Sul ha 15 anos…Nesse período tirando algum tempo demasiado para marcar algumas consultas,fui bem atendida qdo necessitei…principalmente pelo pessoal responsável pelo setor de Fisioterapia e pela Dra.Fernanda (Genicologista).

  3. Tomara que respeitem o consumidor/cliente.
    O Cruzeiro do Sul, não nos respeita a muito tempo!!!

  4. Tenho convênio com o Cruzeiro do Sul ,há 25 anos,meus 2 filhos nasceram nesse hospital,não tenho do q reclamar .
    Meu filho fez um cirurgia do coração ,não foi no Cruzeiro do Sul,mais eles deram deram todo o suporte da cirurgia no hospital Bandeirantes.

  5. Tomara que os agendamentos, consultas, retornos e exames sejam administrados com mais inteligencia e eficácia.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem é preso por tráfico de drogas no Jardim Santa Maria em Osasco
Próximo artigoCriança morre em Osasco após tomar vacina contra a febre amarela