Confira as categorias que vão parar nesta sexta, 28

0
Pelo menos 15 categorias no estado de São Paulo, vão parar nesta sexta, 28 / Foto: Francysco Souza

Nesta sexta, 28, acontece a greve geral, convocada pelas principais Centrais Sindicais e Movimentos Sociais em todo o país, contra as reformas da Previdência e trabalhista, que teve o texto-base aprovado na Câmara dos Deputados ontem, 27.

No estado, de São Paulo pelo menos 15 categorias informaram que vão parar, entre elas os metroviários de São Paulo (com exceção da linha amarela), ferroviários (Linhas 7, 10, 11 e 12 da CPTM não funcionarão); professores da rede pública estadual, municipal e particular, bancários de São Paulo, Osasco e região; servidores municipais, trabalhadores da Saúde e Previdência do estado e metalúrgicos de ABC.

Também vão parar os rodoviários de São Paulo, Guarulhos (paralisação de 24 horas com contingente de 30% das frotas), Santos, Campinas, Sorocaba e região; petroleiros das refinarias de Paulínia (Replan), Capuava (Recap) de São José dos Campos e Cubatão; portuários de Santos; petroleiros das refinarias de Paulínia (Replan), Capuava (Recap) de São José dos Campos e Cubatão; e os funcionários de Correios, que decretaram greve nacional por tempo indeterminado.

Publicidade

Os aeroviários de Guarulhos – que trabalham no check-in,  na pista, abastecimento e guichê de informações- estão em estado de greve e devem decidir em assembleia hoje à tarde se irão paralisar as atividades.

As companhias Avianca, Gol e Latam informaram, em nota, que os voos poderão registrar atrasos e cancelamentos em rotas domésticas e internacionais. Os clientes poderão solicitar reembolso das passagens sem a cobrança de multas.

As empresas ainda solicitam que os passageiros agilizem o procedimento de check-in via internet, aplicativos para smartphones ou totem para autoatendimento e acompanhem a situação de seus voos por meio dos sites das companhias antes de comparecerem ao aeroporto.

Com Agência Brasil. 

 

Comentários