Crise da água leva preocupação a condomínios

0

Com o risco da falta de água no estado de São Paulo, a luta na economia de água tem crescido a cada dia. Em parceria, a Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo (Sabesp) e o Sindicato da Habitação (Secovi-SP), lançaram a campanha “Guardião das Águas”, que traz orientações aos condomínios residenciais sobre o uso racional da água.

publicidade

Desde o último dia 12, a água que chega às torneiras de cerca de 9 milhões de pessoas abastecidas pelo Sistema Cantareira na capital e Região Metropolitana de São Paulo tem sido extraída do chamado volume morto – reserva represada abaixo do nível das comportas da Sabesp. O prazo para que essa água acabe é outubro.

Desde o início do mês, a Sabesp tem distribuído aos condomínios paulistas material da campanha “Guardiões da Água”, com informações sobre a crise mundial, dicas de consumo consciente e orientações sobre medidas que os condomínios e administradoras podem adotar. O Secovi, por meio da vice-presidência de Administração Imobiliária e Condomínios, tem prestado apoio às ações da concessionária.

publicidade

A preocupação com o consumo de água nos condomínios levou também a uma parceria entre a Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (Aabic) e a Sabesp. A parceria resultou em aulas para síndicos e zeladores sobre o uso racional da água nos dias 10, 17, 24 e 31 de julho, na sede da Aabic, em São Paulo.

A capacitação serve também como auxílio para a economia do condomínio, já que o uso racional da água pode reduzir o valor nas contas. As principais questões abordadas são: uso racional da água e conscientização de consumo, o panorama atual de abastecimento, técnicas simples e objetivas sobre detecção de vazamentos em instalações hidráulicas, equipamentos economizadores e dicas de economia.

publicidade

“Investir na qualidade de mão de obra dos condomínios é fundamental. Para isso, treinamentos são muito importantes. Por este curso em pareceria com a Sabesp ser gratuito, todos devem aproveitar a oportunidade”, explicou o presidente da associação, Rubens Elias Filho.

Comentários