Custo da CNH deve aumentar 15%, diz sindicato

0

Aparelho em demonstração em autoescola de Osasco / Foto: Eduardo Metroviche
Aparelho em demonstração em autoescola de Osasco / Foto: Eduardo Metroviche

publicidade

Carol Nogueira

O curso de formação de motoristas para a categoria B deve sofrer um reajuste no valor com a medida proposta pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que obriga os Centro de Formação de Condutores (CFC) de todo país a utilizar os simuladores de direção. A norma passou a vigorar no dia 2.

publicidade

Segundo o Sindicato das Auto Moto Escolas e Centros de Formação de Condutores do Estado de São Paulo, atualmente, o valor médio de uma carteira de habilitação é de R$1.200 e a estimativa é que haja um aumento de até 15%. Os CFCs só poderão utilizar os simuladores homologados pelo Denatran e apenas quatro empresas estão certificadas pelo órgão.

José Guedes Pereira, presidente do Sindicato das Auto Moto Escolas, é a favor da implantação dos simuladores. “Somos favoráveis a essa tecnologia, pois vai ajudar muito na formação dos novos condutores e esperamos que haja uma diminuição nos acidentes de trânsito”, disse.

publicidade

Esta semana o Detran-SP encaminhou um documento ao Denatran solicitando mais 90 dias para a adaptação das autoescolas a nova exigência. Em dezembro o Sindautoescola–SP e a Federação Nacional das Autoescolas se reuniram com o presidente do Denatran para discutir a possibilidade de estender o prazo de implantação dos aparelhos. Entretanto, o pedido foi negado, pois já houve uma prorrogação em junho de 2013.
Vale destacar que os alunos matriculados no curso de formação de condutores este ano, deverão fazer as aulas no simulador, mesmo que em outra autoescola, para conseguir a carteira de habilitação.

Comentários