De volta para o passado

0

Um clamor que chega às raias do irracional deu-se neste período pós eleição: o pedido, que partiu de uma pequena parcela da sociedade, para uma intervenção militar. Uma parte bem pequena, verdade, mas que tem feito bastante barulho. Talvez por ter encontrado guarida, num primeiro momento, em parcela do PSDB ainda inconformada com a derrota.
Passado o choque inicial, a grita mostrou-se tão absurda que colocou os grandes rivais da eleição do mesmo lado, ao menos nos discursos. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) e seu colega de partido, senador mineiro Aécio Neves, falaram contra a medida descabida, em defesa da democracia.

publicidade

Até hoje a sociedade lida com sequelas nefastas da intervenção militar

Em Osasco, em depoimento à Comissão Municipal da Verdade, mesmo o ex-prefeito Francisco Rossi (PMDB), que, em plena ditadura, escolheu o lado da Arena –o partido da boa relação com os militares– destacou sua contrariedade com o risco que representaria à democracia a minima chance disso se concretizar.
É pitoresco que a turma do “de volta para o passado” reclame de repressão à democracia ou à liberdade no atual cenário político. A mesma turma que aplaude o veto à participação popular. O grupo parece assombrado pelo que denomina instauração de uma ditadura “bolivariana” ou “cubana”, o que não faz o menor sentido. De fato, mostram uma completa alienação histórica, desconhecimento do significado de intervenção e golpe de estado. Desconhecem o regime de exceção, à revelia da Constituição.

Até hoje a sociedade brasileira lida com as sequelas nefastas da intervenção militar de 1964. E estão aí as comissões da verdade a mostrar. As pessoas desapareciam por discordar. Sequer podiam reunir-se para manifestar insatisfação. Manifestação que fazem agora, livremente, com todos os direitos assegurados, os que temem uma invasão bolivariana, cubana ou alienígena.

publicidade

Comentários

publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVisão Atenta
Próximo artigoFrases