Desistência de Vicente Cândido reaproxima Emidio e João Paulo

0
“A vitória [à presidência] no PT-SP sem o apoio do João Paulo não seria a mesma vitória”, afirmou ex-prefeito / Foto: divulgação

“A vitória [à presidência] no PT-SP sem o apoio do João Paulo não seria a mesma vitória”, afirmou ex-prefeito / Foto: divulgação
“A vitória [à presidência] no PT-SP sem o apoio do LenaJoão Paulo não seria a mesma vitória”, afirmou ex-prefeito / Foto: divulgação
Leandro Conceição

publicidade

A retirada da candidatura de Vicente Cândido à presidência do PT estadual, anunciada na tarde de sexta-feira, 12, reaproximou o ex-prefeito de Osasco, Emidio de Souza, e o deputado federal João Paulo Cunha (SP).

Com a saída de Cândido, Emidio será o candidato da tendência majoritária do partido, a Construindo um Novo Brasil (CNB), à presidência do diretório estadual e será á eleito no Processo de Eleições Diretas (PED) do partido, em novembro. João Paulo apoiava a pré-candidatura rival e, após a desistência, participou na noite de sexta de evento de apoio a Emidio em Carapicuíba.

publicidade

Leia também:
Para ser presidente do PT-SP, Emidio abre mão de candidatura em 2014

Emidio de Souza será presidente do PT-SP

Os discursos dos dois evidenciaram uma relação estremecida. Emidio afirmou que eles tiveram uma “conversinha de três horas e meia” para aparar as arestas e declarou a João Paulo: “Peço que você participe da minha campanha. Peço que você supere qualquer divergência que a gente possa ter”.

publicidade

“Peço que você supere qualquer divergência que a gente possa ter”, disse Emidio a João Paulo

“A vitória [à presidência] no PT-SP sem o apoio do João Paulo não seria a mesma vitória”, disse o ex-prefeito a uma plateia que reuniu lideranças e militantes petistas de toda a região.

João Paulo afirmou não ter “nenhum problema com Emidio no campo pessoal”. A decisão de apoiar Vicente Cândido ocorreu “porque ele é um grande deputado, que pode ajudar muito Emidio [na presidência do diretório estadual].”

O deputado definiu a desistência de Cândido como “um gesto de grandeza pela unidade do partido”.

Comentários