Diretoria do São Paulo decide demitir Fernando Diniz, diz jornalista

0
demissao fernando diniz sao paulo
Divulgação

Após a derrota para o Atlético-GO por 2 x 1 neste domingo (31), é dada como certa nos bastidores do São Paulo nesta segunda-feira (1º) a demissão do técnico Fernando Diniz.

publicidade

Dirigentes se reuniram pela manhã para definir os rumos do clube e a informação é de que a saída do treinador é praticamente uma unanimidade na diretoria, segundo o jornalista Arnaldo Ribeiro, no Posse de Bola, canal do Uol no Youtube. Outros setoristas do clube também afirmam que a demissão de Fernando Diniz será confirmada a qualquer momento.

“Nessa segunda tem habitualmente, como tem em outros clubes, a reunião de cúpula do departamento de futebol, o novo presidente Julio Casares, os novos diretores, o Raí e o Muricy, e a definição, o consenso é pela troca de treinador”, declarou o jornalista.

publicidade

A situação de Fernando Diniz no comando do São Paulo ficou praticamente insustentável após um mês de janeiro tenebroso, em que o time não venceu, somando quatro derrotas, entre elas dois vexames, contra Red Bull Bragantino (4 x 2) e Internacional (5 x 1 em pleno Morumbi). A derrota deste domingo para o Atlético-GO foi a gota d’água para a direção decidir pela saída do treinador, que deve ser anunciada a qualquer momento.

À frente da equipe, o ex-treinador do Osasco Audax viveu poucos períodos de tranquilidade e acumulou resultados considerados vexatórios, como a eliminação para o Mirassol no Campeonato Paulista, e a queda na Libertadores ainda na primeira fase da competição.

publicidade

A pressão foi amenizada com o time avançando na Copa do Brasil, até ser eliminado pelo Grêmio na semifinal, e na liderança do Campeonato Brasileiro. No entanto, a queda brusca (e sem dar sinais de reação), nos últimos jogos tirou o time da ponta da tabela no Brasileirão e praticamente sem chance de título.

Após a derrota deste domingo, o treinador afirmou que não pensa em pedir demissão do Tricolor: “O momento é ruim, mas não pensei nisso, não. Confio nos atletas e acho que eles têm poder de reagir”.

Comentários