“Doações foram realizadas pelo PR, como verba partidária”, diz Ana Paula Rossi

“Doações foram realizadas pelo PR, como verba partidária”, diz Ana Paula Rossi

0
Compartilhar
Da região, a secretária de Educação de Osasco, Ana Paula Rossi, recebeu a maior doação da JBS em 2014: R$ 250 mil, para sua candidatura a deputada estadual pelo PR

A respeito de matéria veiculada pelo Visão Oeste, apresentando um levantamento dos políticos da região que foram beneficiários de doações oficiais da JBS (portanto, declaradas à Justiça Eleitoral), a assessoria da secretária de Educação de Osasco, Ana Paula Rossi (PR), encaminhou nota à redação na tarde desta sexta-feira, 26 de maio. No texto, a secretária esclarece que se tratou de doações realizadas pelo PR, como verba partidária.

Ana Paula afirma ainda que “os valores foram repassados na época aos candidatos do partido, inexistindo, portanto, qualquer vinculação direta com qualquer tipo de empresa”. Junto com a nota de Ana Paula, sua assessoria encaminhou também nota oficial da direção nacional do Partido da República, pelo qual ela candidatou-se a deputada estadual em 2014.

No texto, a direção do PR reforça que “todas as referidas doações foram feitas ao diretório nacional da legenda, sem que houvesse qualquer vinculação prévia com as candidaturas nas eleições estaduais”.

Publicidade

Todas as doações da JBS, declaradas ou não, viraram alvo de polêmica após o processo de delação premiada dos executivos da JBS que abalou o cenário político nacional. Conforme levantamento do Visão Oeste, 12 candidatos da região são mencionados na lista anexada ao processo pela Procuradoria Geral da República. Entre os milhares de nomes, foram incluídos na lista de PGR aqueles cujas doações foram declaradas, expondo o total de recursos investidos pela empresa no processo eleitoral.

Segundo a lista da PGR, 1960 políticos receberam um total de 351,9 milhões em recursos da JBS. Na região, os 12 candidatos mencionados receberam um total de R$ 885,9 mil. A doação a Ana Paula Rossi (PR), Carlos Zicardi (PMDB) e Igor Soares (PTN-Podemos) estavam entre as três maiores, de R$ 250mil, R$ 150 mil e R$ 150 mil, respectivamente.

Publicidade

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A propósito de notícias veiculadas em diversos meios de comunicação e compartilhadas por várias pessoas em redes sociais, tratando de doações à minha campanha para deputada estadual em 2014.

Tenho a esclarecer que tais doações foram realizadas pelo PR (Partido da República) como verba partidária. Tal informação pode ser confirmada na prestação de contas da minha campanha em 2014. Os valores foram repassados na época aos candidatos do partido, inexistindo, portanto, qualquer vinculação direta com qualquer tipo de empresa.

Publicidade

As referidas doações foram feitas publicamente, declaradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral.

Ana Paula Rossi

NOTA OFICIAL PR NACIONAL

Brasília, Maio de 2017

Publicidade

Sobre os  recursos que,  provenientes de doações de empresas privadas foram repassados pelo o Diretório Nacional do Partido da República às campanhas da legenda nos Estados em 2014, temos a esclarecer:

1 – O Partido da República recebeu doações de várias empresas privadas, repassando valores a diretórios do partido e candidaturas.

2 – Todas as referidas doações foram feitas ao diretório nacional da legenda, sem que houvesse qualquer vinculação prévia com as candidaturas nas eleições estaduais.

Direção Nacional do Partido da República
Mais informações (61) 3202-9922
www.PR22.com.br

Compartilhar

Comentários