Doria discute com prefeitos plano para flexibilizar quarentena

0
doria prefeitos quarentena
Foto: divulgação

O governador João Doria apresentou a prefeitos de 31 cidades os principais aspectos da flexibilização gradual da quarentena no estado. A reunião virtual foi realizada nesta terça-feira (28) para ampliar o diálogo com os municípios sobre o Plano São Paulo, que prevê a possibilidade de reabertura de comércios e serviços não essenciais a partir do dia 11 de maio.

“Estamos juntos nessa que é a pior crise de saúde, econômica e social do país. Em São Paulo não tomamos decisões de ordem política ou personalista. Tomamos decisões sempre amparadas na ciência e na medicina e é por isso que conseguimos o achatamento da curva. Estamos conseguindo salvar vidas aqui em São Paulo com a ajuda de vocês [prefeitos] e faço um agradecimento pelo apoio, consciência e atitude de todos nas suas cidades e regiões”, disse Doria na abertura da teleconferência.

Após balanço na tarde desta terça, eram 24.041 casos confirmados e 2.049 mortes. Das 645 cidades paulistas, 305 tiveram pelo menos um caso da doença. Do total de infectados, 8.644 foram detectados em cidades do interior, litoral e Região Metropolitana da capital.

Publicidade

“O isolamento social é fundamental. Cidades que estão mantendo o índice entre 60% e 70% serão cidades com mais oportunidades de flexibilização do que aquelas que não estão tendo o mesmo desempenho”, declarou o governador.

Ao longo da reunião, prefeitos de cidades com mais de 200 mil habitantes, incluindo as sedes das regiões administrativas do Estado, receberam informações sobre a situação geral de infecções e óbitos pelo coronavírus. Em seguida, Doria e a equipe técnica apresentaram um detalhamento dos regramentos que vão nortear a flexibilização da quarentena em São Paulo.

Participaram da reunião os Secretários de Estado Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional), Patricia Ellen (Desenvolvimento Econômico), José Henrique Germann (Saúde) e Célia Parnes (Desenvolvimento Social), além do Coordenador do Centro de Contingência do coronavírus, David Uip.

“Realizamos uma reunião de pactuação entre Estado e municípios. Pedimos empenho a todos os prefeitos para que possamos seguir melhorando as taxas de isolamento social até o dia 10. Na sequência, haverá um tratamento heterogêneo, deixando muito claro para os prefeitos que é a ciência que vai definir de que forma vai se dar esse retorno gradual”, destacou o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

Comentários