Doria libera retorno de treinos dos times de futebol paulista a partir de julho

0
doria libera treino times de futebol paulista - foto Cesar Greco Palmeiras
Ainda não há data prevista para a retomada dos jogos oficiais / Foto: Cesar Greco/Palmeiras

O governador João Doria (PSDB) anunciou, nesta quarta-feira (17), que os clubes de futebol da primeira divisão poderão voltar a treinar a partir do dia 1° de julho, com medidas de segurança específicas. A retomada dos jogos oficiais ainda não foi liberada.

De acordo com Doria, o retorno das partidas oficiais será avaliado posteriormente em conjunto com a Federação Paulista de Futebol e a CBF. “Sabemos que vamos contar com a colaboração de dirigentes das equipes do estado. Tenho a convicção que nenhum dirigente esportivo deseja o mal e o risco a atletas e profissionais que atuam em comissões técnicas”, disse Doria em coletiva de imprensa.

A liberação para a volta dos treinos foi decidida na reunião, realizada nesta terça, com representantes do governo do estado, clubes, Federação Paulista de Futebol e Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo.

Publicidade

Antes da retomada dos treinos, os atletas e demais profissionais dos clubes deverão fazer testes de coronavírus do tipo PCR, que colhe amostra de saliva e mucosa nasal, e os testes rápidos, que coleta amostras de sangue.

De acordo com o protocolo, que foi aprovado pelo Centro de Contingência do coronavírus, os treinos deverão envolver apenas atividades físicas individuais, com número de pessoas limitado. Inicialmente, também não será permitido a presença de público ou da imprensa.

O uso de máscara será obrigatório, mas será vetado quando prejudicar o desempenho dos jogadores durante as atividades físicas. Já os terapeutas, médicos e demais profissionais da saúde deverão fazer uso dos equipamentos de proteção individual durante as atividades com os atletas.

O governo deve anunciar novos protocolos e medidas de segurança para a liberação das demais modalidades de esporte profissionais e amadoras no dia 26 de junho.

Comentários