Doria parabeniza Osasco por isolamento social acima de 60%

0
Doria parabeniza Osasco por isolamento social acima de 60%
Fotos: divulgação

O governador João Doria (PSDB), parabenizou o município de Osasco por atingir um dos maiores índices de isolamento social registrados em todo o estado durante o último fim de semana. “Osasco, seu prefeito e a população estão de parabéns, com 62% de índice de isolamento social”, disse o governador, durante coletiva de imprensa desta segunda-feira (13).

Os dados são do Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP), implantado pelo governo do estado, na última quinta-feira, em uma parceria com as operadoras de telefonia Claro, Oi, TIM e Vivo. As informações de georreferenciamento são repassadas pelas operadoras ao governo, sem que haja violação da privacidade dos usuários.

Além de Osasco, o governador citou outras cidades que atingiram níveis de isolamento social a cima de 60% durante o fim de semana, como Guarulhos, Mogi das Cruzes, São Bernardo do Campo e São José dos Campos.

Publicidade

+ “Não aguento mais essas dores”, postou jovem de Osasco antes de morrer vítima do coronavírus

“Dentro do monitoramento eletrônico do sistema inteligente, que nos dá com absoluta precisão essa informação, quero parabenizar o prefeito e a população de são Bernardo do Campo, com 60% de isolamento. Ao prefeito e à população de São José dos Campos, com 61%. O mesmo em relação a Osasco, o seu prefeito e a população também estão de parabéns, com 62% de índice de isolamento social. Guarulhos, o seu prefeito estão de parabéns, com 63%; e meus cumprimentos também ao prefeito e população de Mogi das Cruzes, com 64%. Juntos poderemos fazer melhor e juntos poderemos salvar vidas”, disse Doria.

Cotia

Na região, Cotia também se destacou no ranking dos municípios com maior adesão à quarentena, com índice de 63% de isolamento. Nas redes sociais, o prefeito da cidade, Rogério Franco, agradeceu aos munícipes pelo cumprimento do decreto.

+ Prefeito doa salário para ajudar famílias carentes de Cotia durante pandemia do coronavírus

“Muito obrigado a todos vocês que têm ficado em suas casas, nesse momento de pandemia. Estou feliz em saber que Cotia é a cidade com maior porcentagem de isolamento da região oeste. Vamos manter as medidas e melhorar ainda mais esse índice”, escreveu o prefeito.

Reforço para aumentar isolamento social

Para atingir maior nível de isolamento nos próximas dias, João Doria anunciou que vai iniciar uma campanha da vigilância sanitária, com apoio da Polícia Militar em todo o estado para orientar estabelecimentos sobre a obrigatoriedade de atender às medidas de reclusão.

“Serão centenas de profissionais vamos colocar junto a estabelecimentos comerciais e comunidades para orientação adequada e a obrigatoriedade de atenderem à quarentena”, disse o governador.

+ GCM de Osasco acaba com pancadão e apreende motos e carros em plena quarentena

A adesão de isolamento social adequada para controlar a disseminação do novo coronavírus (covid-19) é de 70%, segundo o médico infectologista David Uip, Coordenador do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo.

“Temos o desafio de ultrapassar a barreira de 60% de isolamento social. Chegaremos próximo do nível ideal [de 70%] recomendado pela ciência e pela medicina, e vamos reduzir o potencial de pessoas que poderiam ser infectadas”, destacou.

Além de orientar os comércios considerados não essenciais que estiverem com as portas abertas, as equipes vão dispersar aglomerações nas ruas. A campanha educativa de vigilância sanitária passará a valer a partir desta terça-feira (14) e deverá ter o apoio das prefeituras de todos os municípios. “Quanto maior for o isolamento, mais rapidamente sairemos dessa crise e voltaremos ao normal”.

O isolamento horizontal e a quarentena em todo o estado foram prorrogados por Doria, por meio de decreto, até o dia 22 abril.

São Paulo registrou 8.755 casos do novo coronavírus (covid-19) e 588 mortes em decorrência da doença até domingo, de acordo com boletim divulgado na coletiva de imprensa desta segunda-feira.

Saúde

Os hospitais administrados pelo governo do estado vai contratar 1.185 profissionais de saúde para atender o aumento na demanda gerado pelo covid-19. O contrato, com duração de um ano, trará 630 técnicos de enfermagem, 245 médicos, 210 enfermeiros, 50 fisioterapeutas, 30 oficiais de saúde e 20 agentes técnicos de saúde.

 

Comentários